A Coruja de Monte Suntria

Suntria é uma das denominações de Sintra...O Monte da Lua ...a coruja...sou eu!

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Óleo de oregão



Para massajar dores reumaticas e dores de cabeça
(GRÁVIDAS NÃO! ESTIMULANTE UTERINO!)
100g de sumidades  floridas, misturar em 500 ml de azeite morno e deixar repusar 30 mn.
Massajar as partes dorids, incluindo a testa e as temporas.
 Querendo pode fazer utilizando este metodo aqui
ou ainda este aqui

Xarope de dentição


Misturam-se 3 g de açafrão, 30g de tamarinos e faz-e uma infusão concentrada.
 Depois, juntam-se 200g de mel e 100g de agua.
Serve para friccionar as gengivas dos bébes para aliviar os incomodos da dentição.

Xarope de seiva de pinheiro (garganta inflamada)



Em 0,5 l de agua a ferver, junte 4 rebentos de pinheiro, deixe ferver por 15 mn.
Coe e coloque 2 colheres de sopade açucar mascavado; volte a colocar ao lume e deixe engrossar.
Guarde no frigorifico.
Tomar 1 colher 3 vezes por dia.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

xarope de camomila (para a ansiedade)





1 c. café folhas e flores secas de camomila
1/2 chavena de cha de agua
1/3 de chavena de chá de sumo de laranja
3 c. sopa de sumo de limão
2 c de chá de mel

Numa panela ferva a camomila com a agua. Espere amornar , coe e misture o sumo de laranja, o sumo d elimão e o mel, mexendo até ficar homogeneo. Guarde num boião com tampa e tome 1 c. sopa cada 8 horas.

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Workshop / Oficina: Sabão Natural - Processo a Frio Dia 9 de Dezembro de 2012




em Algés, Rua Damião de Góis, nº 34 - 1º Esq.


Dia 9 de Dezembro de 201210:00 até 18:00

O sabão natural é feito a partir de óleos e manteigas vegetais e ou animais, aos quais é adicionado uma solução alcalina para que se dê uma reacção química chamada saponificação (ou seja que as gorduras se transformem em sabão).
Assim faziam as “nossas avós” o sabão. A partir da segunda metade do século XX, estes conhecimentos começaram a desvanecer-se à medida que os novos detergentes e sabonetes industriais foram tomando conta mercado, aliviando até a mulher de m
ais uma tarefa, no seu já atarefado dia-a-dia. Actualmente e perante as crescentes certezas dos danos e prejuízos causados pelo excesso de químicos recebidos pelo nosso organismo através da utilização dos variadíssimos sabonetes, géis de banho, champôs e tantos outros produtos cosméticos e de higiene pessoal, produzidos e disponibilizados pela industria químico-farmacêutico, há um retorno às coisas simples, às origens, às raízes.
É disso que se trata nesta oficina pratica. Explicar e demonstrar como é que se transforma um azeite, a gordura mais comum no nosso país, em sabão e dele retirar todos os proveitos e benefícios.

Vamos aprender a fazer o nosso próprio sabão. Aprender quais as gorduras que se podem usar, os seus benefícios, quais aditivos colocar.
Abordaremos questões e conceitos como:
-Breve história do sabão;
-Como as nossas “avós” faziam o sabão para a barrela;
-Medidas de segurança;
-Ingredientes:
-Gorduras (óleos e manteigas) e soda cáustica;
-Água destilada e outros liquidos
-Óleos essenciais/óleos de fragrância
-Aditivos e conservantes;
-Tabela de saponificação: como usar;
- O que é o “Excesso de soda” e “sobre-engorduramento”
-Saponificação, moldes e processo de cura.
-Usar plantas aromáticas e medicinais na manufacturação de sabões
- Demonstração de como se faz:
Sabão natural (processo a frio): Lavagens e limpezas.
Sabão natural (processo a frio): Uso pessoal (personalizado)
Alguns usos para o sabão natural lavagens.
Algumas receitas simples e praticas

No proximo Dia 9 de Dezembro de 2012, em Algés, Rua Damião de Góis, nº 34 - 1º Esq. (perto da Estação dos Autocarros, ao lado do MacDonalds), Horário: Das 10h às 18h.
Valor:85€ (inclui manual e amostras de produtos realizados no wks)
Informações e inscrições através dos seguintes contactos:

(é necessária confirmação por razões logísticas)

suntrialquimias@gmail.com (Florbela Graça)

Tel.: 214115529/916786462/
961871637

Email: geral@beholistic.pt

www.beholistic.pt

Os participantes têm direito a um manual e a amostras dos produtos elaborados durante o workshop. Em relação a material que precisem levar será: caneta/lapis e um caderno para algum apontamento, e um saco para levar os sabões amostras (que irão acondicionados numas caixinhas), pode se quiser trazer um paninho da louça ou algo similar, para envolver as caixinhas, podem trazer.

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Sachê de banho para reumatismo


Sachê de banho para reumatismo:

15 gs. de alecrim, 15 gs. de sálvia, 10 gs. de losna, 10 gs. de flor sabugueiro, 2 colheres de sal.
Ferver por 10 minutos e deixar amornar. Misturar na água da banheira

Xarope - receita basica


Xarope

300 ml de chá bem forte de erva e 150 gs de açúcar. Ferver até dar o ponto. Ainda quente, mas não fervendo, coloque 3 colheres de mel e quarde em vidros super limpos. Conserve em geladeira.

 

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Papel reciclado / Papel artesanal


Receita básica
1 - Pique e reserve 100 g de papel. Coloque o material picado em uma tina com água e deixe as fibras hidratarem por 12 horas. Se quiser um papel colorido, deixe também de molho papéis de cores fortes
2 - Coloque metade da água e do papel no liquidificador e bata por três minutos. Acrescente metade da cola branca e bata mais uma vez, até obter uma massa homogênea. Repita o procedimento com a sobra dos ingredientes.
3 - Preencha a tina com 70% de seu volume de água. Adicione a massa de celulose e misture bem. Mergulhe a tela de silk até o fundo da tina. Retire-a, escorrendo a água excedente. A tela ficará coberta pela mistura. A espessura da folha depende da quantidade de massa de celulose e água que você colocar.
4 - Estenda a entretela (ou tecido com pelo menos 30% de algodão) sobre uma superfície bem plana. Com o rolinho, transfira o papel da tela de silk para a entretela. Esse procedimento também serve para retirar o excesso de água.
5 - Levante a tela de silk. Nesse momento, faça o primeiro controle de qualidade: observe atentamente se não há bolhas, buracos ou imperfeições no papel. Se houver, despreze essa folha e repita o procedimento das etapas 3 a 5.
6 - Coloque outra entretela sobre a primeira folha de papel reciclado e repita o processo sucessivamente, até atingir sete folhas empilhadas.
7 - Distribua esse "sanduíche de folhas" sobre uma placa de polietileno ou de madeira. Depois, cubra-o com outra placa e leve para a prensa por dez minutos. É possível substituir a prensa por pesos e listas telefônicas espalhados sobre as placas. Espere que toda a água saia.
8 - Estenda as entretelas num varal e faça o segundo controle de qualidade. Despreze as folhas que apresentarem imperfeições. Deixe secar por dois ou três dias.
9 - Para retirar o papel das entretelas, segure em duas laterais opostas do tecido e puxe até descolar. Faça o terceiro controle de qualidade. Note que, depois de seco, o papel fica encolhido. Para alisá-lo, remonte o "sanduíche de folhas" como na etapa 7 e leve à prensa por 30 minutos.
Papel Reciclado

Material (para sete folhas finas): 150 g de papéis diversos (sulfite, cartolina, papelão ou kraft; liquidificador; 1,5 l de água; 2 colheres (sopa) de cola branca Cascorex; tina de plástico retangular; tela retangular fina tipo silk screen; rolinho de pintura ou rodinho de pia; entretelas ou qualquer tecido com pelo menos 30% de algodão; 2 placas de polietileno ou de madeira; prensa ou livros grandes e pesados como listas telefônicas; varal e pregadores. (Veja a receita básica)

A Casa da Bruxa 2

The Witch House in Clichy-sous-Bois, France

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Xarope de avenca




Para tosse


100g de planta para cada litro de agua, deixe ferver até reduzir a terço.
Filtre e acrescente 250 g de mel

Um inalador de aromaterapia pessoal e portátil



Para poder usar óleos essenciais em qualquer lado, aqui está um inalador portatil e facil de fazer.

Arrange um pequeno frasquinho ou garrafinha.
Numa tacinha misture 1 c. sopa de sal grosso e 6 gotas de óleos essencial de camomila. Misture bem e deite dentro do frasquinho ou garrafinha. Quando se sentir irritado, destape e com a mão ventile o aroma em direcção ao nariz.


outros:
Alfazema e laranja: tensão, stress
Eucalipto: Afecção respiratória


etc.


Banho relaxante de alfazema





Em 1/2 chavena de leite (qualquer tipo),  junte 1 colher sopa de um oleo vegetal (ex . óleo de amendoas doces ou mesmos azeite). Adicione 5 gotas de oleo essencial de alfazema.
Deite o leite, com os óleos na banheira com agua morna.

Vapores para desentopir o nariz


2 litros agua
50g de oregãos
50g de folhas eucalipto

Ferver por 20 minutos. Adicionar 2 colheres de sopa de sal marinho. Inalar o vapor.

eucalipto
oregãos

Azeite de camomila



100g de capitulos (flores) em 500 ml de azeite e põe-se em banho-maria por 3 horas. Depois filtra-se e conserva-se dentro de uma garrafa. Para fricções no lumbago, torcicolos, contusões e dors reumaticas. Também pode ser usada na crosta lactea dos lactentes.
Se preferir pode fazer o metodo a frio e deixar dentro de um frasco por 30 dias, ao fim dos quais filtra e engarrafa.

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Azeite de hipericão



Mezinha tradicional utilizada para pequenas feridas e queimaduras (escaldões) e em massagens para dores reumaticas.

Coloca-se num frasco de vidro de boca larga 100g de pontas de ramos floridos frescos em 250 g de azeite e deixa-se em maceração por 30 dias, agitando diariamente.

Filtre , espremendo bem as plantas e coloque em pequenos frascos de vidro, rolhados.
Para uso externo.
Analgésico local, anti-septico e anti-inflamatorio.

domingo, 23 de setembro de 2012

Misture flores, folhas e especiarias-potpourri

Misture flores, folhas e especiarias


A maneira tradicional de captar a essência dos jardins é através dos potpourris: taças com uma mistura de fragrantes e coloridas flores e folhas. Aprenda a fazê-los.



O termo potpourri abrange muitas misturas aromáticas, mas a palavra francesa original significa "vaso podre", uma mistura húmida de flores e folhas em conserva. Este método húmido, liberta um perfume mais duradouro, mas é difícil de fazer e tem um aspecto menos atraente que o sistema seco. Este último está mais vulgarizado, devido à sua facilidade de preparação e por poder ser colocado em taças ou almofadas.
Mas o que é preciso para fazê-los? Primeiro é necessário possuir os ingredientes básicos que se agrupam em quatro categorias: flores, folhas aromáticas, especiarias e fixadores.
Algumas dicas
• As flores e folhas devem ser colhidas antes de desabrocharem completamente. No processo de secamento deve achatá-las o mais possível.
• O aroma das especiarias é melhor se estas forem moídas de fresco num almofariz.
• Quando o seu potpourri perder o cheiro acrescente-lhe algumas gotas de óleos essenciais, pois estes são excelentes para reavivar a intensidade de qualquer mistura perfumada.
Potpourri culinário
Ingredientes
• 2 chávenas de manjerona
• meia chávena das extremidades floridas do tomilho
• meia chávena de manjericão
• 2 colheres de sopa de folhas de uva-ursina
• 20 folhas de louro
• 2 colheres de sopa de folhas de murta
• 2 colheres de sopa de casca de laranja
• 20 sementes de cardamomo
• 20 bagas de zimbro
• 2 colheres de sopa de cravinho
• 2 paus de canela
Potpourri repelente
As moscas incomodam, sobretudo, no tempo quente. Para se livrar da sua presença prepare este potpourri que além de ser aromático é um eficaz repelente.
Ingredientes
• 2 chávenas de flores de alfazema
• 1 chávena de alecrim
• meia chávena de hortelã-verde
• uma chávena de abrótano
• um quarto de chávena de poejos
• um quarto de chávena de artemísias
• um quarto de chávena de lascas de madeira de cedro
• 10 tulipas amarelas
• 3 colheres de sopa de lírio-florentino
Para ambos os potpourris recomendados o processo de preparação é o mesmo. Ou seja:
• esmague metade de cada ingrediente para o aroma se libertar e deixe a outra metade inteira;
• reuna as flores e folhas secas ou as especiarias (se fizerem parte dos ingredientes) combine-as e depois junte o fixador;
• por fim, misture tudo com as mãos. Feche e guarde o preparado num sítio quente, seco e escuro durante 6 semanas;
• coloque-o em taças abertas e sinta o perfume da sua casa.

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Workshop/Oficina Óleos de massagem e Pomadas/unguentos com plantas medicinais






No próximo dia 3 de Novembro em Algés, Rua Damião de Góis, nº 34 - 1º Esq. (perto da Estação dos Autocarros, ao lado do MacDonalds).

Workshop/Oficina Óleos de massagem e Pomadas/unguentos com plantas medicinais




(intensivo)

Como se prepara um óleo de massagem?

Como se faz um óleo macerado?
... Como se preparam as plantas?
E que plantas e óleos essenciais se podem utilizar?
E qual o óleo vegetal base mais adequado?
... E como se faz uma pomada? …

Quantas vezes tem feito estas perguntas?

Clarificar estas e outras questões será o intuito desde workshop.
Constituído por dois temas/módulos que se adaptam e entrecruzam, terá uma abordagem bastante pratica de modo a que possa enfim aventurar-se neste mundo fantástico dos óleos e plantas medicinais e aromáticas.


No próximo dia 3 de Novembro em Algés, Rua Damião de Góis, nº 34 - 1º Esq. (perto da Estação dos Autocarros, ao lado do MacDonalds).
Valor: 100 €

Informações e inscrições através dos seguintes contactos:


Tel.: 214115529/916786462/961871637

suntrialquimias@gmail.com
Email: geral@beholistic.pt

www.beholistic.pt


Alguns temas abordados

-Óleos vegetais
-Propriedades e utilização
-Validade e conservação
-Óleos essenciais
-Breve abordagem à aromaterapia
-Propriedades de alguns óleos essenciais
-Alguns óleos essenciais tóxicos
-Percentagem/proporção de óleos carregadores/ óleos essenciais
-Como fazer
-Óleo de massagem
-Barra de massagem
-Plantas aromáticas e medicinais
-Identificação através do nome científico vs nome popular
-Propriedades e usos de algumas plantas
-Maceração em óleo/azeite: frio e quente
-Preparação da planta
-Tipos de óleos/azeites
-Modo de preparação
-Preparação de tinturas
-Preparação da planta
-Tipos de álcool e grau
-Modo de preparação
-Fazer pomadas e unguentos
-Metodologia
-Validade e conservação

Elaboraremos ao vivo um oleo macerado com plantas que usaremos para fazer uma pomada que os participantes levarão no fim da oficina. Faremos também um oleo de massagem com a escolha pessoal dos oleos essenciais a utilizar.
Cada participante terá direito a um manual e aos produtos elaborados na oficina por cada um.

Workshop / Oficina: Sabão Natural - Processo a Frio


Dia 14 de Outubro de 2012


10:00 até 18:00




O sabão natural é feito a partir de óleos e manteigas vegetais e ou animais, aos quais é adicionado uma solução alcalina para que se dê uma reacção química chamada saponificação (ou seja que as gorduras se transformem em sabão).
exemplo de sabão ensinado no wks
Assim faziam as “nossas avós” o sabão. A partir da segunda metade do século XX, estes conhecimentos começaram a desvanecer-se à medida que os novos detergentes e sabonetes industriais foram tomando conta mercado, aliviando até a mulher de mais uma tarefa, no seu já atarefado dia-a-dia. Actualmente e perante as crescentes certezas dos danos e prejuízos causados pelo excesso de químicos recebidos pelo nosso organismo através da utilização dos variadíssimos sabonetes, géis de banho, champôs e tantos outros produtos cosméticos e de higiene pessoal, produzidos e disponibilizados pela industria químico-farmacêutico, há um retorno às coisas simples, às origens, às raízes.
É disso que se trata nesta oficina pratica. Explicar e demonstrar como é que se transforma um azeite, a gordura mais comum no nosso país, em sabão e dele retirar todos os proveitos e benefícios.

Vamos aprender a fazer o nosso próprio sabão. Aprender quais as gorduras que se podem usar, os seus benefícios, quais aditivos colocar.
Abordaremos questões e conceitos como:
-Breve história do sabão;
-Como as nossas “avós” faziam o sabão para a barrela;
-Medidas de segurança;
-Ingredientes:
-Gorduras (óleos e manteigas) e soda cáustica;
-Água destilada e outros liquidos
-Óleos essenciais/óleos de fragrância
-Aditivos e conservantes;
-Tabela de saponificação: como usar;
- O que é o “Excesso de soda” e “sobre-engorduramento”
-Saponificação, moldes e processo de cura.
-Usar plantas aromáticas e medicinais na manufacturação de sabões
- Demonstração de como se faz:
Sabão natural (processo a frio): Lavagens e limpezas.
Sabão natural (processo a frio): Uso pessoal (personalizado)
Alguns usos para o sabão natural lavagens.
Algumas receitas simples e praticas

No proximo dia14 de Outubro, em Algés, Rua Damião de Góis, nº 34 - 1º Esq. (perto da Estação dos Autocarros, ao lado do MacDonalds), Horário: Das 10h às 18h.
Valor:85€ (inclui manual e amostras de produtos realizados no wks)
Informações e inscrições através dos seguintes contactos:

(é necessária confirmação por razões logísticas)

suntrialquimias@gmail.com (Florbela Graça)

Tel.: 214115529/916786462/
961871637

Email: geral@beholistic.pt

www.beholistic.pt

Os participantes têm direito a um manual e a amostras dos produtos elaborados durante o workshop. Em relação a material que precisem levar será: caneta/lapis e um caderno para algum apontamento, e um saco para levar os sabões amostras (que irão acondicionados numas caixinhas), pode se quiser trazer um paninho da louça ou algo similar, para envolver as caixinhas, podem trazer.

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Fazendo Cola a Partir de Leite!

Fazendo Cola a Partir de Leite!
Você só precisa de:
- leite desnatado
- vinagre
- uma panela que não seja metálica (uma esmaltada serve)
- bicarbonato de sódio
Aqueça meio litro de leite desnatado e adicione seis colheres de sopa de vinagre aos poucos, misturando constantemente. Quando começar a engrossar, retire-o do fogo. Continue a mexer até que não haja mais possibilidade do caldo engrossar. Espere que a substância assente no fundo da panela. Então coe-a. Adicione 1/2 de copo (60 ml) de água e uma colher de sopa de bicarbonato de sódio (também pode-se usar borato de sódio). Quando cessar o borbulhamento, tem-se cola.
http://www.geocities.com/CollegePark/Bookstore/2334/cola.html

pastas papel, secagem de flores e outros

Técnicas

Papel Machê (receita o1)
1/4 de rolo de papel higiênico
farinha de trigo
gesso em partes iguais a da farinha de trigo
cola fria
Corte o papel em pedaços bem pequenos e deixe-os de molho em bastante água durante a noite. Ferva-os na mesma água, durante uma hora. Para obter melhor qualidade no trabalho, é importante que o papel fique completamente desmanchado. Em seguida coe o papel num pano, até tirar toda a água. Coe de cada vez quantidades que você possa espremer facilmente com as mãos e não misture esses "bolos" entre si. Depois de espremido todo o papel, acrescente o gesso e a farinha de trigo, previamente misturados. A proporção para a massa é de uma colher de sopa cheia da mistura farinha-gesso e uma colher de sopa de cola fria, para cada "bolo" de papel. Amasse bem, até obter uma pasta homogênea. Se estiver muito seca pode esfarinhar. Neste caso, acrescente água aos pouquinhos, até obter o ponto em possa trabalhar a massa. Se a água começar a escorrer entre os dedos, é porque você colocou quantidade excessiva. Neste caso, acrescente um pouco mais de gesso. Não prepare quantidade maior de massa do que aquela que você pretende usar, pois uma vez seco o gesso, não será possível aproveitar a massa. Se desejar fazer escultura com esse material, não use gesso, ao preparar a mistura. Faça-a apenas com o papel, farinha e cola fria, na proporção indicada anteriormente
Fonte de informação:
Enciclopédia de trabalhos manuais - Vol. 03
Editora Lisa

Papel Machê (receita 02)
jornais
cola fria
recipiente
Rasgue o jornal em pedaços não muito grandes e coloque-os em um recipiente. Derrame sobre eles água quente a fim de molhá-los bem. Deixe o papel amolecendo por 10 a 12 horas (uma noite), no mínimo. Esprema com força a massa entre as mãos a fim de retirar toda a água; recoloque as bolas formadas no recipiente. Adicione a cola e forme uma massa, de preferência, compacta; trabalhe-a bem com as mãos e ela está pronta para ser usada
Fonte de informação:
O mundo do artesanato
1981 fabbri Editori, milano

Massa para modelagem
farinha de trigo
água
sal
Misture 4 xícaras de chá de farinha de trigo com uma de sal; adicione 2 xícaras de água. Amasse a mistura até que ela fique uniforme e tenha uma boa consistência para poder manuseá-la. Se a massa ficar muito pegajosa, acrescente um pouco de farinha.
Após a modelagem, leve a peça ao forno, de cozinha, numa temperatura de 140 graus por mais ou menos 3 horas . Se não quiser assá-la imediatamente, cubra com plástico. De qualquer maneira, nunca deixe a massa sem levar ao forno por mais de 2 horas.
Fonte de informação:
Enciclopédia de trabalhos manuais - Vol. 03 Editora Lisa

Tie-Dye - Colaboração de Paula Maria - Recife/PE Tie-Dye não é uma palavra misteriosa ou mágica, mas quer dizer simplesmente "amarrar e tingir" em inglês. é um método antiqüíssimo, e também muito simples, de tingir os tecidos em manchas de tintas. Já Marco Polo, nos contos de suas viagens no Oriente, nos conta como esta técnica foi usada na Índia e na China. Também os peruanos e os índios de lã feitos a mão com esta técnica. De resto, esta tradição não morreu, mas é frequentemente praticada por algumas tribos africanas.
Material necessário
Tintas: use as normais para tingir tecidos
Recipientes: suficientemente grande para se fervam em seu interior os tecidos a serem tingidos
Elásticos
Tesoura
Conta-gotas
Colher de pau
Tiras de plástico
1. Diferentemente dos outros métodos para tingir tecidos, com esse sistema você não pode obter desenhos com contornos preciosos, mas apenas desenhos simples e irregulares. Conforme você liga os elásticos, obtêm-se manchas ou faixas de grande efeito.
2. Se o tecido for novo deve ser lavado para retirar toda a goma e passado a ferro antes de ser tingido.
3. Encrespe o tecido, enrole o elástico nos locais desejados e amarre-o firmemente para não se soltar com a fervura.
4. Banhe o tecido mergulhando-o na água e esprema bem, assim a tinta será melhor absorvida. Prepare em uma panelinha a tinta das cores desejada e vá pintando o tecido com o conta-gotas.
5. Tenha em mãos as tiras de plástico para envolver o tecido, no ponto onde você pintar e amarre-as com elástico. As manchas de tintas não cobertas pelo plástico e pelos elásticos serão eliminadas durante a fervura.
6. Encha de água a panela com a tinta escolhida para pintar a maior parte do tecido, deve ser suficientemente grande para conter o tecido e poder movê-lo com a colher de pau. Ponha o tecido na água quando estiver muito quente, mas não fervendo. Não é necessário ferver a água para fixar as tintas. Se juntar 2 colheres de amaciante para roupa a tinta penetra melhor no tecido. Quanto mais o tecido ficar na solução, mais intensa será sua cor. Enxague abundantemente antes e depois de soltar os nós. Deixe secar e passe
Se desejar pintar utilizando apenas uma cor, envolva as partes que irão ficar brancas com o elástico e plástico e mergulhe o tecido na panela com a cor desejada.
Fonte de informação
O mundo do Artesanato
Fabbri Editore, Milano

PORTA-RETRATOS - MosaicoMaterial: 1 porta-retrato 10cm x 10cm; pastilhas coloridas; gemas; alicate para mosaico; cola branca; rejunte para azulejo branco; água; espátula branca; esponja verde-amarela; pano para limpeza; verniz acrílico ou cera pastosa; tinta PVA branca.


CONFECÇÃO

Corte as pastilhas como desejar com o alicate para mosaico ou use-as inteiras. Fixe as pastilhas e as gemas com cola branca, formando um desenho criativo. Deixe secar por um dia. Prepare o rejunte em pó com água suficiente para formar uma pasta macia. Rejunte a peça com a espátula de plástico. Retire o excesso de rejunte com a esponja verde-amarela molhada em água. Limpe com um pano seco. Espere secar por mais 1 dia. Limpe a peça totalmente com a esponja verde-amarela. Pinte o porta-retrato com duas demãos de tinta PVA branca. Espere secar e encere ou envernize.

Fonte de informação:
Revista Você Faz

Como secar folhas e flores
Método simples
Material necessário

Obtenha um bom número de folhas de papel absorvente do tipo pesado que podem ser encontradas nas boas papelarias ou nas casas especializadas em artigos para pintores. A medida maior e melhor é 60 x 50 cm. O papel absorvente é com certeza o mais adequado para secar suas folhas, mas se você não conseguir obtê-lo, use um velho jornal, dobrando-o cuidadosamente em quatro. Para evitar que a tinta manche as folhas, basta colocar entre elas e o jornal uma folha de papel de seda branco. Você pode usar toalhinhas de papel absorvente ou, em caso extremo, Kleenex, colocadas em mais de uma camada. Além disso, você terá necessidade de um Atlas velho ou qualquer livro grande e pesado que possa ser usado como peso.
Procedimento
Reúna na mesa todo o material necessário e comece a trabalhar. O papel serve para absorver a umidade das folhas. É mais prático cortá-lo todo nas medidas do livro que você tiver. Disponha as folhas e as flores nas "pastinhas" absorventes: este trabalho deve ser feito com muita ordem, prestando atenção para que elas não se sobreponham e que os caules de uma não estraguem a outra. Se as hastes forem grossas é melhor cortá-las com a tesoura, pois, caso contrário, você não conseguirá secar bem as folhas. Depois de colocar as folhas no papel absorvente, ordene estas "pastinhas", uma sobre a outra, em um lugar muito seco e ao abrigo de correntes de ar. Para secar bem, na realidade, as folhas e as flores necessitam de um lugar seco: durante o verão não será difícil encontrá-lo, enquanto que nos meses de inverno, coloque-as sobre o aquecedor, onde secarão rapidamente conservando melhor a cor. Coloque sobre as "pastinhas" o livro que as manterá bem prensadas. Deixe descansar assim por, pelo menos, 15 dias ou um mês depende da quantidade de umidade que possuem): depois estarão prontas para serem usadas. Eventualmente você poderá acender o forno no mínimo durante alguns minutos, a seguir apagá-lo e colocar dentro dele as pastinhas comprimidas entre duas telhas retangulares. Acenda de vez em quando o forno por 2 ou 3 minutos: apenas o suficiente para esquentá-lo. Você poderá também colocar as pastinhas entre duas tábuas de aglomerados, um material especial feito de serragem de madeira misturada à um colante e comprimida, que pode ser encontrada nas marcenarias e com os revendedores de madeira. Coloque duas ripas sob a tábua de base e duas sobre, e aperte o conjunto com quatro tornos de madeira, dois de cada lado. Este método é aconselhado nos casos em que se deseja secar flores inteiras ou raminhos um pouco mais espessos: na verdade, eles podem ser achatados melhor.
O método do ferro de passar ou da evaporação

Este método é particularmente adequado para folhas delicadas, de tecido pouco consistente (carvalho, videira) e para aquelas folhas úmidas e tenras que têm necessidade de ser secas rapidamente para manter a cor. Material necessário

papel absorvente, ferro de passar

Procedimento
Depois que tiver organizado as folhas no papel absorvente, passe, dos dois lados, até notar que as folhas no interior estão completamente secas, tomando quase a consistência de papel. Com este sistema perde-se um pouco de sua cor e se rompem com muita facilidade, mas podem ser utilizadas em seguida. Fique atenta para não "passá-las" demasiadamente, pois o calor as queimaria.

O método da parafina
Aplica-se este método às folhas com tecido consistente, ou seja as assim chamadas "plantas gordurosas" (oleandro, louro, magnólia)
Material necessário

uma panela, pinças pequenas, parafina
Procedimento
Coloque a panela sobre o fogo e quando estiver bem quente ponha parafina para fundir. Quando esta estiver completamente fundida (conserve sempre o fogo aceso para evitar que esfriando-se agrumem novamente) imerja a folha a ser conservada, segurando-a por uma.extremidade com a pinça. Ponha a folha sobre um papel absorvente e deixe que a parafina seque: a folha está pronta para ser usada quando estiver perfeitamente seca.
Fonte de informação:
Revista O mundo do Artesanato
http://www.arteducacao.pro.br/tecnicas/tecnicas.htm#Papel%20Machê%20%20(receita%20o1)

Licores de mel (retirados da net)

LICOR DE MEL

Ingredentes

- 4 litros de auga
- 1 quilo de mel
- 1 litro de  augardente

Elaboración

Bótase a auga e o mel nunha pota e ponse ó lume, deixando ferver a mestura ata que consuma a metade. Retirase do lume é engádese o augardente. Deixase arrefriar e logo de repousar unhas horas envasase. Canto mais tempo leve envasado mellor saberá

(esta receita está em espanhol da galiza)
http://receitasedelicias.activeboard.com/index.spark?aBID=29790&p=3&topicID=8034423

Licor de Laranja com Mel
Ingredientes:

400 gs de Mel

3 Laranjas grandes

2 Limões

1 pitada de Canela em Pó

2 Cravos da Índia

500 ml de Pinga de boa qualidade (80º)

500 ml de água filtrada


Modo de Fazer:

1 - Corte só as laranjas em rodela finas.


2 - Coloque tudo num vidro e feche bem.


3 - Deixe macerar por 45 dias ou mais.


4 - Agite o vidro várias vezes por dia.


5 - Repita o processo todos os dias.


6 - Após os 45 dias, passe no coador de pano.


7 - E filtre as impurezas no filtro de papel.


8 - Engarrafe e sirva, de preferência gelado


Licor de Hortelã com Mel
Ingredientes:

2 kg de Mel

100 folhas verdes de Hortelã

1 litro de Pinga de boa qualidade (80º)


Modo de Fazer:

1 - Coloque num vidro as todas as folhas de Hortelã (lavadas e limpas) junto com a pinga

2 - Deixe macerar por 8 dias ou mais.

3 - Agite o vidro várias vezes por dia.

4 - Após os 8 dias, coe num coador de pano.

5 - Junte o Mel, mexendo bem.

6 - Deixe o xarope em repouso por 4 ou 5 dias.

7 - Passe no coador de pano e no filtro de papel.

8 - Engarrafe e sirva após 30 dias ou mais.



segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Crie o seu proprio ambiente com os óleos essenciais.

Crie o seu proprio ambiente com os óleos essenciais. Conforme o efeito desejado, podem-se criar diversos ambientes com um ou mis oleos essenciais.

Ambiente balsamico
Para casos de sinusite, faringite, e outras afeções respiratórias:
eucalipto
pinheiro
tomilho
alecrim
 alfazema
benjoin

Ambiente relaxante e sedativo
Para casos de nervosismo ou insõnia:
alfazema*
neroli*
ylang-ylang
camomila

*(Recomendados para usar em casos de crianças muito irrequietas com dificuldade para dormir)

Ambiente tonificante e revigorante

Para casos de cansaço profundo, letargia, util também para epocas de exames e necessidade de esforço fisico e intelectual:
limão
alecrim
hortelã-pimenta
lemongrass
mangericão

Ambiente anti-septico
Para prevenir contagios em caso de gripes e resfriados:
tomilho
eucalipto
tea tree (arvore do chá)
bergamota
alfazema
mirra
pinheiro
alecrim
niaouli

Ambiente para afugentar mosquitos e outro insectos
erva-cidreira
citronela
alfazema
cedro
geranio
eucalipto
cravinho da india

É preferivel usar um óleos de cada vez, ou até o numero de três.






quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Flores e Plantas Secas

Flores e Plantas Secas
Técnica de secagem ao ar livre

De todos os métodos existentes de secagem de plantas, a técnica ao ar livre é a mais simples e natural. A vantagem deste método é preservar a forma e as cores de uma grande variedade de flores e plantas.
Penduradas amarradas em forma de ramalhetes e até deitadas, as flores preservadas pelo processo ao ar livre mantém uma boa parte de seu aspecto natural: suas formas, bem como suas cores são bem pouco alteradas, tornando-as ideais para a composição de arranjos onde se busca maior naturalidade possível. Para este processo, sugere-se a utilização de espécies que sejam bem resistentes à ação do tempo, como as sempre-vivas, os cravos, estatices, cristas-de-galo ou celósias, primaveras, hortênsias e até gramíneas como aveia e trigo. As gypsophilas ou mosquitinhos também dão excelentes resultados.
Para fazer a secagem de plantas pelo processo ao ar livre, você vai precisar de um local seco, fresco e com boa circulação de ar. O local, é claro, precisa ser coberto, para que haja proteção contra chuvas e umidade. É possível obter bons resultados até em garagens e armários bem ventilados.
Com as plantas deitadas...
As espécies mais indicadas para este tipo de secagem são as gramíneas. É importante, porém, que as plantas não fiquem amontoadas, para que o ar possa circular bem entre as pétalas e folhas. Se houver acúmulo de umidade, as plantas poderão apodrecer antes de mesmo de secarem completamente:
• Forre uma superfície plana e lisa com folhas de jornal, papelão ou outro material absorvente;
• Espalhe bem as plantas sobre esta superfície, de maneira a garantir boa circulação de ar, especialmente entre as hastes, onde há maior acúmulo de umidade. Deixe secando e evite o excesso de manuseio.

Com as plantas em vasos...
Outro processo de secagem bem simples pode ser realizado com as plantas em vasos. Dão bons resultados: gramíneas em geral, papiros, cebola ornamental, estatices, hortênsias, mimosas, esporinhas e gypsophilas.
• Para obter bons resultados com as hortênsias, mimosas, esporinhas e gipsophilas, coloque-as em um vaso com um pouco de água no fundo (mais ou menos uns 5 cm);
• As outras espécies devem ser colocadas em um vaso sem água, observando a quantidade de plantas: evite colocar plantas demais em um vaso de boca estreita, pois isso facilita o abafamento das hastes, podendo causar o apodrecimento das plantas.
Com as plantas penduradas em ramalhetes...
Este é o processo mais simples de secagem ao livre. As rosas, sempre-vivas, estatices, mil-folhas e mimosas são as que dão melhores resultados:
• Comece formando os ramalhetes com poucas plantas. Umas dez hastes são suficientes para cada um. Junte as hastes e amarre-as.
• Com muito cuidado, separe bem as hastes para facilitar a circulação de ar entre eles.
• Instale alguns varais a uma distância de uns 25 cm entre eles, para evitar que as plantas fiquem acumuladas. Outro fator importante: calcule uma distância de uns 15 cm entre o teto e os varais.
• Pendure os ramalhetes de cabeça para baixo, mantendo uma boa distância entre eles nas laterais. Use fios de ráfia ou barbantes para amarrá-los.
• Não é necessário nenhum tratamento especial das plantas antes da secagem ao ar livre.
http://www.jardimdeflores.com.br/

receitas de cola caseira

Receitas de cola
Cola de trigo
Prepare uma xícara (2,4 dl) de água muito quente. Faça uma mistura rala de 3 colheres de sopa (45 ml) de farinha de trigo branco e água fria. Derrame a mistura fria lentamente na água quente misturando constantemente. Ferva. Quando ela engrossar, deixe esfriar. Espalhe como outra cola qualquer. Para melhorar a resistência da cola, adicione uma colher de sopa (15 ml) de açúcar depois que a cola estiver engrossado. Depois de usar uma porção da cola, re-aqueça o restante em um jarra coberta ou recipiente para esteriliza-la para estucar ou manter refrigerado. Se a farinha de trigo não estiver disponível, outras farinhas funcionaram.
Cola de arroz
Misture uma parte de farinha de arroz e seis partes de água. Aqueça enquanto mistura para obter uma consistência macia.
________________________________________
Em 1990, a Universidade de Washington mediu o poder de adesão de várias colas:
Adesivo Força para descolar
Cola de arroz 7,9 libras (3,6kg)
Cola de trigo 8,1 libras (3,7kg)
Cola branca 7,5 libras (3,4kg)
Cola branca (diluída em água em 1:1) 8,1 libras (3,7kg)



http://solarcooking.org/portugues/wheatpaste-pt.htm

COLA CASEIRA
MATERIAIS:
*1 xícara e meia de Farinha de polvilho
* Meio litro de Água quente
*Um tubo de Cola branca.
1- Ponha toda a farinha numa garrafa de 2 litros com um funil (que pode ser feito de papel)

2- Vá derramando a água devagar( cuidado para não derreter a garrafa e pra não se queimar)

3- Depois de entrar toda a água, despeje todo o tubo de cola branca. tampe a garrafa sacode-a para a farinha se misturar com a água.

4- Depois de misturado (depois que ficar sem as bolinhas de farinha) abra e veja a densidade da cola. Se tiver muito grossa, tire um pouco do conteúdo e ponha mais água quente, tampe e depois disso... Pronto! Bom rolê!!!


http://www.encrewcados.hpg.ig.com.br/paginas/cola_caseira.htm

COLA PRA LAMBE-LAMBE

Ingredients:
INGREDIENTES
7 colheres de sopa de farinha de trigo
1 colher de sopa de vinagre
1 litro de agua

Directions:
MODO DE PREPARO ferva 3/4 da agua em uma panela grande misture separadamente em uma tigela 1/4da agua com as 7 colheres de farinha ate dissolver totalmente ao ferver a agua, jogue a mistura com farinha e mexa por 5 minutos ate engrossar coloque o vinagre e mexa por mais 2 minutos resfrie antes de usar guarde na geladeira no lugar do vinagre pode-se usar pinho sol ou lisoforme para evitar que o apodrecimento junte outras colas se quiser.
http://andreamay.multiply.com/recipes/item/1

Como fazer cola caseira

COMO FAZER COLA
LAMBE-LAMBE.

________________________________________

Ingredientes
7 colheres (sopa) de farinha de trigo
1 colher (sopa) de vinagre
1 litro de água

Modo de preparo

• Ferva 3/4 da água em uma panela grande;
• Misture separadamente em uma tigela 1/4 da
água com 7 colheres de farinha até dissolver totalmente;
• Ao ferver a água, jogue a mistura com farinha e
mexa por 5 minutos até engrossar;
• Coloque o vinagre e mexa por mais 2 minutos;
• Resfrie antes de usar.


Conservação
Guarde na geladeira. Na fórmula o vinagre é
usado para evitar bichos (se preferir use Pinho
Sol ou Lisoforme).
COMO COLAR O
LAMBE-LAMBE

________________________________________

O Local
As melhores opções certamente estão na sua
rota cotidiana, onde as pessoas possam desviar
o olhar. Lugares estratégicos são tapumes de
construção civil, paredes claras e à vista, prédios
simbólicos, paradas de ônibus e esquinas.

A Tática
É só chegar, encostar o papel, passar o pincel,
repassar, virar as costas e ir embora. Relaxe, não
seja tão tenso e paranóico. Só tenha alguém para
ajudar, tanto na locomoção como na colocação.

Com um pouco de bom senso - agindo de
madrugada, longe dos olhos da cidade - e
coragem, você pode compartilhar com o mundo
uma idéia.

Fonte: www.midiatatica.org

Dicas para refrescar o ar e eliminar odores

Existem muitas maneiras naturais de eliminar ou amenizar aquele cheirinho desagradável. Quem sabe algumas dessas dicas sejam úteis para você?
• Coloque cravos da índia, paus de canela ou sua especiaria favorita em uma panela com água. Mantenha em fogo baixo por uma ou duas horas.
• Duas a três fatias de pão absorvem cheiros indesejáveis da geladeira.
• Coloque rodelas de limão em uma tigela aberta na cozinha.
• Dissolva um pouco de bicarbonato de sódio em 2 xícaras (chá) de água quente, e adicione suco de limão. Coloque em um borrifador e use como um desodorizador.
• Coloque vinagre em uma tigela para eliminar odores.
• Carvão em um recipiente aberto, elimina odores.
• Em uma panela, acrescente rodelas de laranja ou casca de limão e água. Deixe em fogo baixo por uma à duas horas.
• Pingue algumas gotas de seu óleo essencial favorito na parte interna (papelão) do rolo de papel higiênico. Cada volta que dá, libera a fragrância no banheiro.
Por
Equipe de jornalismo
Planeta Natural
jornalismo@planetanatural.com.br

RECEITA TINTA NATURAL

RECEITA TINTA NATURAL
Material
Beterraba
Cenoura
Espinafre
Modo de Fazer
Bater no liquidificador, com água, beterraba (para a cor vermelha),
cenoura (para a cor amarela), e espinafre (para a cor verde).
Espremer o líquido de cada um num pano e depois coar. Guardar as tintas
em vidros e tampar bem.
Atenção: Pintar sobre papéis grossos, utilizando-se de vários tipos de
pincéis, esponjas, chumaço de algodão preso num palito ou num lápis, ou
então, usar frascos de desodorante vazios, do tipo spray, que cheios de
tinta servirão para espirrar no papel preso numa parede ou num cavalete.
Este brinquedo foi tirado do livro: Brinquedo, desafio e descoberta: subsídios para
utilização e confecção de brinquedos / Nylse Helena da Silva Cunha.
Publicada pela FAE - Fundação de Assistência ao Estudante.

Banhos de Ervas

Banhos de Ervas
Antes de uma festa, depois de uma prova na escola, de um trabalho difícil, de um dia estafante e estressante, um banho de imersão é sempre relaxante. Principalmente se souber usar as propriedades terapêuticas de ervas e flores, que são encontradas em farmácias ou lojas de produtos naturais e em casas de ervas.
Basta fazer uma infusão com 3 colheres de sopa de erva ou DA flor escolhida em dois copos de água. Leve a água para ferver, ao levantar fervura acresce a erva ou flor. Apague o fogo, descanse abafado por 10 minutos, coe e junte a água do banho.
As flores passaram a participar DA composição de cosméticos graças a sua ação hidratante, amaciante, calmante e nutritiva. Assim, estão presentes em sabonetes, shampoos, espumas e cremes e são produzidos com óleos retirados das sementes ou das pétalas das flores.
Conheça OS efeitos de algumas num momento mágico de relaxamento e reposição das energias.
Alecrim – tem as mesmas propriedades DA camomila, dá vida nova ao corpo cansado depois de um dia de trabalho.
Alfazema – já era utilizada pelos romanos em banhos e massagens. Relaxante e suavemente perfumada, a alfazema tem propriedades anti-sépticas, ideais para peles com acne. Pode acrescentar ao banho algumas gotas de óleo de amêndoas doces. é Um excelente hidratante.
Camomila – é usada há mais de 4 mil anos na cosmética, para clarear a pele e o cabelo. Agradavelmente calmante, ajuda a fazer uma limpeza completa DA pele. é Utilizada depois das depilações, para combater a vermelhidão DA pele. Um saquinho de flores de camomila no banho quente diminui o cansaço e o inchaço das pernas. umedeça dois chumaços de algodão na água do banho e coloque-OS sobre OS olhos, que ficarão claros e brilhantes.
Folhas de eucalipto – tem poder energizante, ou seja, dá uma disposição invejável. Experimente fazer um chá com as folhas de eucalipto, coá-lo e despejá-lo no banho de imersão
Hamamélis - devido às suas características adstringentes, é usada em produtos destinados à limpeza DA pele e também para combater a oleosidade dos cabelos. Tem ação anti-inflamatória e bactericida.
Flor de laranjeira - dá uma deliciosa sensação de frescor e de descanso. Tem ação tonificante, ideal para peles e cabelos ressecados. A flor de laranjeira é adstringente e fecha OS poros excessivamente dilatados.
Hortelã – tonifica OS músculos e renova as energias. Amacia a pele e tem um efeito desodorizante.
Jasmim – age como calmante em peles secas e sensíveis. Um banho com produtos à base de jasmim ajuda a relaxar.
Melissa – proporciona um banho relaxante e perfumado. Antes de dormir, um banho com Melissa garante um sono tranqüilo.
Orquídea – seu óleo é usado para amaciar e hidratar a pele.
Rosa – Rica em vitamina c, é anti-séptica, tonificante, adstringente e amaciante. A água de rosas é usada para lavar cabelos oleosos.
Sal grosso – altamente relaxante, pode ser acrescentado ao banho de imersão, que deve ser morno.
Sálvia – erva de efeito anti-inflamatório, ajuda a combater cravos e espinhas. é Especialmente recomendada para quem tem pele oleosa.
Loção para após o banho - misture em partes iguais, extrato de hamamélis e água mineral sem gás e guarde me um vidro esterilisado e bem fechado. Use diariamente após o banho, para amaciar a pele.
Banho para repor as energias - faça um chá com 200 gramas de flores de alfazema em 3 litros de água.
Ferva á água, acrescente a erva e deixe ferver por 3 minutos. Desligue o fogo, tampe durante 10 minutos, coe e adicione a água DA banheira. Fique uns 10 minutos “de molho”, depois disso você estará cheia de energia e disposição.
Banho para relaxar - depois de um dia extremamente cansativo ou antes de Ira para cama, para ter um sono mais reparador: coloque 15 a 20 gotas de óleo de essência de flor de laranjeira numa banheira com água quente, “fique de molho” por uns 10 minutos.
* quem não tiver banheira, poderá fazer uso destes banhos, preparando-OS antecipadamente, colocando-OS num recipiente. após o banho de chuveiro, se enxágüe com um destes banhos. Se enrole numa tolha e deixe-se secar naturalmente.
http://groups.yahoo.com/group/ninho/message/5021

ERVAS E ESPECIARIAS

ERVAS E ESPECIARIAS

Angélica
Nome científico: Angelica archangelica
Outros nomes: Erva-do-espírito-santo, jacinto-da-índia, Raiz-do-espírito-santo
Outros idiomas: angelica (inglês), angélique (francês), archangelica (espanhol), angelica arcangelica (italiano), echte engelwurz (alemão)
Características:Planta herbácea, de grande porte, com talo avermelhado, folhas dentadas, flores pequenas e avermelhadas. O caule, as raízes, sementes e o óleo essencial podem ser usados como condimento.
Efeitos medicinais:A angélica é anti-séptica, antiácida, antiinflamatória, digestiva e diurética.
Usos:Pode ser usada em saladas, tortas, caldos, queijos e carnes. Também serve para ressaltar o sabor de doces, bolos, tortas, licores e outras bebidas alcoólicas.
Forma de venda:Os talos, sementes e raízes são vendidos secos em saquinhos ou potes de vidro.


Anis
Nome científico: Pimpinella anisum
Outros nomes: Anis-verdadeiro, anis-verde, erva-doce
Outros idiomas: Anise (inglês), anis (francês), anís (espanhol), anice vero (italiano), anis (alemão)
Características:Planta herbácea, de caule oco, folhas dentadas, flores brancas e frutos peludos. São usados como condimento o caule, as raízes e sementes do anis, além de seu óleo essencial.
Efeitos medicinais:O anis tem função anti-séptica, antiácida, digestiva e calmante.
Usos:As sementes podem ser usadas em tortas, peixes, ensopados, queijos, massas e doces. Também servem para aromatizar bebidas alcóolicas. O chá de anis também é bastante apreciado, principalmente por ser calmante e auxiliar na digestão.
Forma de venda:O anis é vendido seco em saquinhos plásticos ou em potes de vidro.

Anis estrelado
Nome científico: Illicium anisatum
Outros nomes: Badiana, badiana-de-cheiro
Outros idiomas: Star anise ou chinese anise (inglês), anis étoilé (francês), anís estrella (espanhol), ànice stellato (italiano), sternanis (alemão)
Características:Árvore de tronco claro, casca lisa e flores de cor clara. Os frutos marrons, com formato de estrela. Os frutos são doces e picantes, muito usados em pratos chineses.
Efeitos medicinais:O anis estrelado tem efeito antisséptico, antiinflamatório, calmante, digestivo e diurético.
Usos:Pode ser usado para condimentar peixes, purês e carnes. Também serve para aromatizar licores, chás e bebidas alcóolicas.
Forma de venda:É encontrado fresco, ou seco em saquinhos ou potes de vidro.

Araruta
Nome científico: Maranta arundinacea
Outros nomes: Agutiguepa, agutiguepe, araruta-caixulta, araruta-comum, araruta-especial, araruta-gigante, araruta- palmeira, araruta-raiz-redonda, araruta-ramosa, aru-aru, embiri
Outros idiomas: Arrow-root (inglês), dictame (francês), maranta arruruz (espanhol), maranta (italiano), arrowrootpflanze (alemão)
Características:Planta herbácea, rizoma arredondado, folhas compridas, flores pequenas e brancas e frutos vermelhos. É uma planta originária do Brasil e da região das Guianas. Dos rizomas da araruta é feita uma farinha de alto teor nutricional.
Efeitos medicinais:A araruta tem efeito analgésico, cicatrizante, digestivo e diurético.
Usos:A farinha é usada em biscoitos, molhos, cremes, sopas, doces, caldas e mingaus.
Forma de venda:É vendida em sacos plásticos ou a granel.

Aroeira-mansa
Nome científico: Schinus moll
Outros nomes: Abaraíba, aguaraibá-guaçu, anacauita, aroeira, aroeira-do-amazonas, aroeira-folha-de-salso, corneíba, pimenteira-do-peru
Outros idiomas: Pepper tree (inglês), faux poivrier (francês), aguaribay (espanhol), pepe (italiano), selimskörner, senegalpfeffer, mohrenpfeffer, kanipfeffer, negerpfeffer (alemão)
Características:Árvore de grande porte, com tronco espesso, copas densas, flores de cor amarela-clara. Os frutos são vermelhos e arredondados. Sua polpa é comestível e as cascas também são usadas para condimentar alimentos.
Efeitos medicinais:A aroeira-mansa possui propriedades adstringente, digestiva, cicatrizante e diurética.
Usos:Os frutos podem ser usados para decorar pratos ou para condimentar molhos e carnes brancas.
Forma de venda:Pode ser encontrada na forma natural. A casca do tronco é vendida seca e em lascas.

Aroeira-vermelha
Nome científico: Schinus terebinthifolius
Outros nomes: Aderno, almecega, arendeúva, arendiuva, arindeúva, aroeira legítima, aroeira-d'água, aroeira-de-capoeira, aroeira-de-mato-grosso, aroeira-do-campo, aroeira-do-ceará, aroeira-do-cerrado, aroeira-do-sertão, aroeira-mansa, aroeira- preta, aruiva, árvore-da-arara, chibatan, gibatão, itapicurus, orindeúva, orindiuva, pandeiro, ubatan, ubatani, urindeúva, urindiúba, urinduba, urunday, urundéuva
Outros idiomas: Christmas-berry, brazilian pepper e florida holly (inglês), faux poivrier e poivre Rose (francês), pimentero del Brasil e turbinto (espanhol), peperone, diavoletto, peperoncino, pepe di caienne, pepe rosso picante, brasilianischer pfeffer e peruanischer pfeffer (alemão)
Características:Árvore de pequeno porte, tronco curto, folhas verde-escuras, flores claras e frutos vermelhos. Para a culinária, são aproveitadas a casca, as folhas e os frutos da aroeira-vermelha. Mas é preciso ter cuidado no uso desse condimento, pois pode provocar irritações de pele, problemas respiratórios e vômitos a pessoas alérgicas a algum de seus componentes.
Efeitos medicinais:A aroeira-vermelha tem função adstringente, digestiva, antiinflamatória e diurética.
Usos:Ela combina principalmente com molhos para carnes brancas, mas também pode ser usada em outros pratos.
Forma de venda:Os frutos são encontrados frescos e as folhas e cascas são vendidos secos em sacos plásticos.


Assa-fétida
Nome científico: Ferula assa-foetida
Outros nomes: Férula
Outros idiomas: Asafoetida, stinking gum, devil's dung (inglês), assa foetida ou férule (francês), asafétida ou férula (espanhol), assafètida ou fèrula (italiano), stinkasant (alemão)
Características:Planta herbácea, de folhagem abundante, flores amarelas e pequenas e sementes marrons. As folhas e a raiz são usadas como condimento.
Efeitos medicinais:A assa-fétida auxilia na digestão e no tratamento da hipertensão.
Usos:Esse condimento é muito usado em conservas salgadas da Índia. Também é aproveitado em cozidos e compõe o molho inglês original. As folhas são consumidas como verdura.
Forma de venda:As folhas e raízes são vendidas secas em sacos plásticos.


Azedinha
Nome científico: Rumex acetos
Outros nomes: Azeda, azeda-de-ovelha, azeda-miúda, azedinha-aleluia, língua-de-vaca
Outros idiomas: garden sorrel (inglês), petite oseille (francês), acedera (espanhol), acetosa (italiano), grosse sauerampfer (alemão)
Características:Planta herbácea de pequeno porte, com talos verdes, folhas espessas e pequeninas flores de cor entre o vermelho e o marrom. As folhas são utilizadas como condimento.
Efeitos medicinais:O consumo da azedinha proporciona efeitos adstringente, diurético e refrescante no organismo.
Usos:As folhas são usadas em saladas, molhos, sopas, queijos e massas.
Forma de venda:Vendidas frescas para consumo.


Bálsamo
Nome científico: Cotyledon orbiculata
Outros nomes: Bálsamo-de-cotiledon, cotilédone
Outros idiomas: Pig's ear (inglês), oreille de cochon (francês), balsamo (espanhol), balsamo (italiano)
Características:Arbusto de pequeno porte, com ramos lenhosos, folhas verdes ou cinzas e flores alaranjadas ou avermelhadas. As folhas são usadas como condimento.
Efeitos medicinais:O bálsamo proporciona efeitos analgésicos e cicatrizantes, além de auxiliar na digestão. Mas use com moderação porque o excesso pode causar intoxicação.
Usos:As folhas são utilizadas no preparo de saladas.
Forma de venda:Vendidas frescas.

Bálsamo de gilead
Nome científico: Abies balsamea
Outros nomes: Abeto balsâmico, abeto balsâmico de Gilead, pinheiro-do-Canadá
Outros idiomas: Canadian balsam, eastern fir, balsam fir (inglês), bálsamo (espanhol), balsamo (italiano)
Características:Árvore conífera, de folhas verde-escuro em forma de agulhas, casca cinza com bolhas de resina, flores perfumadas e frutos roxos ou verdes. Somente as folhas são aproveitadas.
Efeitos medicinais:O consumo do bálsamo de Gilead provoca efeitos analgésico, cicatrizante e diurético.
Usos:As folhas são usadas como condimento em pratos ou em chás. O óleo é usado para aromatizar doces, massas, sorvetes e bebidas.
Forma de venda:Vendidas secas e em sacos plásticos.

Baunilha
Nome científico: Vanilla fragans
Outros idiomas: Vanilla (inglês), vanille (francês), vainilla (espanhol), vainiglia, vaniglia (italiano), echte vanille (alemão)
Características:A baunilha é uma orquídea, de caule espesso, flores de cor verde-amarelarada e frutos do tipo vagem e marrons. São desses frutos que se extraem o condimento e o óleo essencial.
Efeitos medicinais:Dizem que a baunilha é afrodisíaca, estimulante e tônica.
Usos:Na culinária, ela ajuda a aromatizar chocolates, cafés e bebidas alcóolicas, condimentar doces, massas, pudins, cremes e molhos para sobremesa.
Forma de venda:É vendida seca em potes de vidro ou em forma de essência.

Beldroega
Nome científico: Portulaca oleracea
Outros nomes: Bredo-de-porco, caaponga, ora-pro-nobis, porcelana, portulaca
Outros idiomas: Purslane (inglês), pourpier (francês), verdolaga (espanhol), porcellana comune (italiano), gemüse-portulak (alemão)
Características:Planta herbácea, de caule avermelhado, talos espessos, folhas pequenas, flores amarelas e frutos ovais. As folhas, as sementes e os talos são aproveitados para condimentar alimentos.
Efeitos medicinais:A beldroega tem propriedades antiinflamatória, antitérmica, diurética e laxante.
Usos:As folhas frescas e os talos utilizados em saladas, sopas, caldos e sucos. A beldroega não deve ser consumida por grávidas ou pacientes com problemas digestivos.
Forma de venda:Você pode encontrar à venda as folhas e talos frescos ou secos (para chá) e as sementes são vendidas secas em potes de vidro.

Borragem
Nome científico: Borago officinalis
Outros idiomas: Borage (inglês), bourrache (francês), borraja (espanhol), borragine comune (italiano), boreisch (alemão)
Características:Planta herbácea, com caules cobertos por uma penugem. As folhas são verde-acinzentadas e as flores, de cor púrpura. Ambas são aproveitadas na culinária.
Efeitos medicinais:O consumo da borragem tem efeitos antiinflamatórios e diuréticos.
Usos:As folhas frescas são usadas para temperar vegetais, saladas, molhos, queijos e bebidas. As flores servem para aromatizar saladas, sopas e tortas. Seu uso excessivo pode causar reações alérgicas e induzir ao câncer.
Forma de venda:As flores e folhas podem ser encontradas frescas ou secas, guardadas em potes de vidro.

Buchu
Nome científico: Barosma betulina
Outros idiomas: Buchu (inglês), buchus (francês), buchu (espanhol), buchu (italiano), bucco (alemão)
Características:Arbusto de folhas verde-claras e com glândulas de óleo redondas. As folhas possuem um aroma forte similar à hortelã. São encontradas três espécies de buchu - Barosma betulina, de folhas curtas; B. Crenulata, de folhas ovais e B. Serratifolia, de folhas longas. Apenas as folhas são consumidas como condimento.
Efeitos medicinais:As folhas do buchu têm função anti-séptica, antiinflamatória e diurética.
Usos:Secas, as folhas são usadas para aromatizar chás. O buchu não deve ser consumido por grávidas.
Forma de venda:Vendido em potes de vidro ou saquinhos plásticos.


Camomila
Nome científico: Matricaria chamomilla
Outros nomes: Camomila-alemã, camomila-azul, camomila- comum, camomila-da-Alemanha, camomila-dos-alemães, matricária
Outros idiomas: Chamomile (inglês), camomila, manzanilla (espanhol), camomilla (italiano)
Características:Planta herbácea, de caule ramificado, folhas claras e flores amarelas e brancas. Suas flores e óleo essencial são usados principalmente em chás.
Efeitos medicinais:Alivia cólicas de bebês, tem efeitos adstringente, analgésica, calmante e cicatrizante.
Usos:Na culinária, a camomila é usada principalmente na preparação de chás.
Forma de venda:Encontrada seca em saquinhos plásticos, em saquinhos para chá ou em potes de vidro.

Canela
Nome científico: Laurus cinnamomum
Outros nomes: Caneleira, caneleira-de-ceilão, pau-canela
Outros idiomas: Cinnamon (inglês), cannelle (francês), canela (espanhol), cannella (italiano), zimt (alemão)
Características:Planta arbórea de grande porte, flores amarelas e frutos roxos e ovalados. Mas apenas a casca desidratada do caule e o óleo essencial de canela são utilizados como condimento.
Efeitos medicinais:A canela é adstringente, afrodisíaca, anti-séptica, digestiva e vasodilatadora.
Usos:A especiaria é usada para condimentar presunto, carnes, doces, massas, compotas e bebidas quentes.
Forma de venda:A casca é vendida em pedaços guardados em sacos plásticos e o pó pode ser encontrado em saquinhos plásticos ou em potes.

Capim-limão
Nome científico: Cymbopogun citratus
Outros nomes: Capim-cheiroso, capim-cidreira, capim-cidrilho, capim-de-cheiro, capim cheiroso, falsa-erva-cidreira, chá-de- estrada, capim santo, capim cidrão
Características:Planta herbácea, de rizomas curtos, folhas verde-claras e flores pequenas. Suas folhas são usadas em chás e como condimento para pratos doces e salgados.
Efeitos medicinais:O chá de capim-limão tem efeitos calmantes e soníferos. A erva também possui propriedades analgésica, expectorante, bactericida, digestiva, diurética e sudorífera.
Usos:Usado principalmente na forma de chás, mas também serve para condimentar carnes e vegetais.
Forma de venda:Vendido seco e inteiro em sacos plásticos ou seco e picado em saquinhos plásticos.

Capuchinha
Nome científico: Tropaeolum majus
Outros nomes: Agrião-do-méxico, capuchinha-grande, chaguinha, Chagas, flor-de-Chagas, nastúrcio
Outros idiomas: Nasturtium (inglês), capucine (francês), capuchina (espanhol), nasturzio comune, tropeolo (italiano), grobe kapuzinerkresse (alemão)
Características:Planta herbácea, de caule retorcido, folhas verde-claras, flores de tons que vão do laranja ao vermelho e frutos carnosos. As flores, folhas e frutos da capuchinha são utilizados na cozinha.
Efeitos medicinais:A capuchinha é digestiva, diurética, expectorante e sedativa.
Usos:Consumidas em saladas ou empanadas. Os frutos podem ser usados em picles, sanduíches e cremes e os botões florais servem para substituir a alcaparra.
Forma de venda:As flores são vendidas frescas, os frutos são encontrados em conservas e as folhas, secas e guardadas em sacos plásticos

Cardamomo
Nome científico: Elletaria cardamomum
Outros idiomas: Cardamom (inglês), cardamome (francês), cardamomo (espanhol), cardamomo (italiano), cardamom (alemão)
Características:Árvore de grande porte, da família do gengibre, com folhas grandes, flores brancas e frutos de formato elíptico. As sementes secas são usadas como condimento e têm sabor picante.
Efeitos medicinais:O cardamomo apresenta propriedades anti-séptica, digestiva, diurética, expectorante e laxante.
Usos:As sementes de cardamomo são consumidas no café nos países árabes ("Arabian coffee") e na Índia, além de fazer parte do baharat, uma mistura de condimentos usada para temperar pratos. O condimento também é aproveitado para aromatizar pães, carnes, pastéis, pudins, doces e licores. Não deve ser consumido em altas doses, pois pode provocar vômitos.
Forma de venda:Vendidas secas em potes de vidro ou sacos plásticos.

Cardamomo-falso
Nome científico: Alpinia zerumbet
Outros nomes: Colônia, falso-cardamomo, helicondia, jardineira, pacová
Outros idiomas: Shell Ginger e pink porcelain lily (inglês), collar de novia (espanhol), muschel ingwer (alemão)
Características:Planta herbácea de médio porte, com folhas longas, flores rosadas ou brancas e frutos de formato globoso.
Efeitos medicinais:O cardamomo-falso ajuda a combater a artrite, a asma, o estresse, a febre e a hipertensão.
Usos:É utilizado principalmente na forma de chá.
Forma de venda:As folhas, sementes e rizomas são vendidos secos, em sacos plásticos ou potes de vidro.

Carqueja
Nome científico: Baccharis trimera
Outros nomes: Bacanta, cacaia amarga, carque, carqueja- amarga, carqueja-amargosa, tiririca de babado, vassoura
Outros idiomas: Carquexia (espanhol), querciuolo (italiano)
Características:A carqueja é um subarbusto de tamanho entre 80 centímetros e 1,2 metro de altura. Possui hastes ramificadas, as folhas têm formato de membranas que acompanham as hastes e as flores são pequenas e amarelas. As hastes são usadas na culinária. A carqueja não deve ser consumida por gestantes e lactantes.
Efeitos medicinais:Têm funções digestiva, diurética, e tônica.
Usos:Esta planta substitui o lúpulo nas cervejarias caseiras e serve também para aromatizar licores, refrigerantes e o chimarrão. Seu chá ajuda no emagrecimento devido à sua função diurética.
Forma de venda:As hastes da carqueja podem ser encontradas frescas, secas e embaladas em sacos plásticos ou em saquinhos para chá.

Catinga-de-mulata
Nome científico: Tanacetum vulgare
Outros nomes: Atanásia-das-boticas, erva-lombrigueira, tanaceto, tanásia
Outros idiomas: Tansy (inglês), tanaise commune (francês), tanarida (espanhol), tanaceto (italiano), rainfran (alemão)
Características:Planta herbácea, de caule simples e folhoso e flores amarelo-douradas. Suas folhas são usadas como condimento.
Efeitos medicinais:Provoca efeitos estimulante, sudorífero e tônico.
Usos:A catinga-de-mulata pode ser usada para aromatizar omeletes e saladas. Não é indicada para gestantes e lactantes.
Forma de venda:As folhas são vendidas secas e embaladas em potes de vidro ou sacos plásticos.

Cebola
Nome científico: Allium cepa
Outros nomes: Cepa
Outros idiomas: Onion (inglês), oignon (francês), cebolla (espanhol), cipolla (italiano), küchen-zwiebel (alemão)

Características:Planta herbácea, de bulbo grande e único, que é utilizado na culinária como condimento. Pode ser roxo ou amarelado. Seu sabor é picante e adocicado.
Efeitos medicinais:Analgésica, anti-séptica, antibiótica, diurética, estimulante, expectorante, vermífuga.
Usos:Consumida crua, frita, ou adicionada a saladas, cozidos, carnes, massas e qualquer receita que sua imaginação possa inventar. Não é indicada para pessoas que sofrem de acidez estomacal ou formação de gases. Para não "chorar" enquanto manipula a cebola, encha a boca de água para descascá-la. Parece piada, mas funciona.
Forma de venda:Pode ser encontrada fresca, em pó ou desidratada. Uma colher de cebola em pó corresponde a uma cebola média. Para preparar a cebola desidratada, basta colocá-la de molho até que atinja a textura natural.

Cebolinha-francesa
Nome científico: Allium schoenoprasum

Outros nomes: Cebolinha, cebolinha verde

Outros idiomas: Chives (inglês), ciboulette (francês), cebollino (espanhol), scalogno (italiano),schnitt-lauch (alemão)

Características:Planta herbácea, de bulbo arredondado similar à cebola. As folhas são compridas e de formato cilíndrico. Rica em vitamina C. As folhas são aproveitadas como condimento.
Efeitos medicinais:A cebolinha é diurética, auxiliando no tratamento da hipertensão, e digestiva.
Usos:Ela pode condimentar saladas, verduras, legumes, tortas, queijos, molhos, carnes e outros pratos.
Forma de venda:É vendida fresca em molhos.

Centela
Nome científico: Centella asiatica

Outros nomes: Cairuçu asiático, centelha-asiática, codagem, pata-de-burro, pata-de-cavalo, pata-de-mula. Suas folhas são usadas como condimento

Outros idiomas: Centella (inglês), yerba de claro (espanhol), asiatischer wassernabel (alemão)

Características:Erva rasteira, de flores minúsculas e rosadas.
Efeitos medicinais:Antimicrobiana, calmante, cicatrizante, estimulante da circulação periférica e tônica.
Usos:A centela é relativamente tóxica. Por isso, deve ser consumida em poucas doses e evitada por gestantes e lactantes. Ela é usada principalmente para temperar saladas.
Forma de venda:Pode ser encontrada fresca ou seca em saquinhos plásticos.

Cerefólio
Nome científico: Anthrius cerefolium

Outros nomes: Cerefolho

Outros idiomas: Common chervil (inglês), cerfeuil (francês), perifollo (espanhol), cerfoglio comune (italiano), garten-kerbel (alemão)

Características:Planta herbácea de pequeno porte, haste com pelugem, folhas verde-claras, flores brancas e sementes longas e finas. Suas folhas e sementes são usadas como condimento.
Efeitos medicinais:Analgésico, digestivo, diurético e hidratante.
Usos:Combina com sopas, molhos, saladas, frutos do mar, carnes e queijos cremosos.
Forma de venda:As folhas são vendidas frescas ou secas emabaladas em sacos plásticos. As sementes são encontradas em saquinhos ou potes de vidro

Chá
Nome científico: Camellia sinensis

Outros nomes: Chá preto, chá verde

Outros idiomas: Tea (inglês), thé (francês), té (espanhol), thè (italiano), teestrauch (alemão)

Características:Arbusto de grande porte, chega a medir 10 metros de altura. Possui folhas verde-escuras, flores brancas ou rosadas, frutos de cor verde-amarronzada. As folhas são aproveitadas como condimento.
Efeitos medicinais:Rico em vitaminas B1, B2, B6 e C, o chá é usado como adstringente, antibactericida, broncodilatador e diurético.
Usos:As folhas são usadas na preparação de chá, doces e mousses. Deve ser consumido com cautela, pois pode causar hiperacidez no estômago, redução do apetite e irritação no aparelho digestivo.
Forma de venda:O chá é vendido como chá verde ou chá preto, em saquinhos próprios para infusão. As folhas também podem ser encontradas secas em sacos plásticos ou potes de vidro.

Cocleária
Nome científico: Cochlearia officinalis

Outros idiomas: Scurvy grass e scorbute grass (inglês), cochléaire, herbe à la cuillère ou herbe au scorbu (francês), hierba de escorbuto (espanhol), löffelkraut (alemão)

Características:Planta pequena, de 10 a 25 centímetros de altura. Possui folhas carnosas e flores brancas ou rosadas. Para condimentar alimentos, são usados talos, flores, folhas e raízes.
Efeitos medicinais:Apresenta propriedades adstringente, digestiva, diurética e estimulante, além de ser rica em vitamina C.
Usos:As folhas são usadas principalmente em saladas, dando um sabor picante, similar ao da mostarda. A infusão ajuda no tratamento de escorbuto, câncer, reumatismo, artrite e bronquite.
Forma de venda:É vendida fresca ou seca em sacos plásticos

Coentro
Nome científico: Coriandrum sativum

Outros idiomas: Coriander (inglês), coriandre (francês), cilantro (espanhol), coriandolo (italiano), koriander (alemão)

Características:Planta herbácea, de caule cilíndrico, folhas verdes e brilhantes, flores brancas ou rosadas e frutos de cor vermelha ou marrom. As folhas frescas e os frutos secos são usados como condimentos.
Efeitos medicinais:Tem função anti-séptica, antiácida, digestiva e sudorífera.
Usos:De sabor picante, a folha do coentro combina com sopas, molhos, cereais, feijões, ensopados, carnes, embutidos e picles. As sementes são usadas para condimentar pães, bolos, licores, saladas e picles. As folhas são usadas em sopas, peixes, saladas e pratos frios. O coentro moído é usado para temperar peixes, carnes, aves, molhos, sopas e legumes.
Forma de venda:As folhas são vendidas secas inteiras ou moídas, embaladas em sacos plásticos ou potes e as sementes são encontradas secas, em saquinhos ou potes

Cominho
Nome científico: Cumimum cyminum

Outros nomes: Falso-anis, falso-aneto, kümel

Outros idiomas: Cumin (inglês), cumin (francês), comino (espanhol), comino (italiano), kreuzkümmel (alemão)

Características:Planta herbácea, de caule estriado, folhas verdes, flores brancas ou rosadas e frutos pequenos e com listras. As folhas e sementes são aproveitadas como condimento. As folhas possuem sabor picante e levemente amargos. As sementes são picantes e adocicadas.
Efeitos medicinais:O cominho tem propriedades antiespasmódica e digestiva.
Usos:As sementes são usadas inteiras ou moídas para condimentar carnes, pães, molhos, saladas e sopas. Também servem para aromatizar licores e embutidos.
Forma de venda:Seco, fresco ou moído

Copaíba
Nome científico: Copaiba langsdorfii

Outros nomes: Copaibeira, copaíva, mal-dos-sete-dias, pau-de- óleo

Outros idiomas: Copaiba ou Jesuit's balsam (inglês), copaïer, copahier ou copayer (francês), copaiba (espanhol),coppàiba (italiano), kopaibabalsam (alemão)

Características:Árvore frondosa, que chega a medir 30 metros de altura, com caule avermelhado e flores brancas.
Efeitos medicinais:Possui propriedades adstringente, antibactericida, diurética, estimulante, expectorante, laxativa.
Usos:É usado pela indústria alimentícia como aromatizante.
Forma de venda:Disponibilizado no mercado na forma de óleo, embalado em potes plásticos ou de vidro.

Cordão-de-frade
Nome científico: Leonotis nepetaefolia

Outros nomes: Agripalma, cardíaca, catinga-de-mulata, cauda de leão, cordão-de-são-Francisco, emenda nervos, pau-de-praga, rubim

Outros idiomas: Lion's ear (inglês), queue de lion (francês), molenillo (espanhol), orecchio del leone (italiano),löwenohr (alemão)

Características:Planta herbácea de pequeno porte, com folhas ciliadas e flores amarelas, vermelhas, roxas ou rosas. Suas folhas são utilizadas como condimento.
Efeitos medicinais:O cordão-de-frade ajuda no tratamento do reumatismo e da asma por ter funções antiinflamatória, diurética e expectorante.
Usos:As folhas são usadas em saladas.
Forma de venda:Vendido seco em saquinhos plásticos.

Cravo-da-índia
Nome científico: Syzygium aromaticus

Outros nomes: Cravinho, craveiro-da-índia, cravina-de-túnis, cravo-de-cabecinha, cravoária, rosa-da-índia

Outros idiomas: Clove (inglês), clou de girofle (francês), clavo (espanhol), garòfano d'India (italiano), gewürznelkenbaum (alemão)

Características:Planta arbórea que chega a medir 10 metros de altura, com folhas ovaladas, verdes e brilhantes, flores brancas e frutos alongados. Os botões florais secos, de sabor doce e picante, servem como condimento.
Efeitos medicinais:É usado como afrodisíaco, analgésico, anti-séptico, além de auxiliar na digestão e no combate a vermes.
Usos:Pode ser usado tanto em pratos doces como salgados. Combina com caldos, doces, massas, ensopados, carnes, embutidos e bebidas alcóolicas. Por provocar contrações no útero, não é indicado para gestantes.
Forma de venda:Vendido seco em saquinhos plásticos ou potes de plástico ou vidro

Cúrcuma
Nome científico: Curcuma longa

Outros nomes: Falso-açafrão

Outros idiomas: Turmeric (inglês), curcuma (francês), cúrcuma (espanhol), curcuma (italiano), gelbwurzel (alemão)


Características:Planta de pequeno porte (mede até 1,5 metro de altura), de folhas longas, flores amareladas e frutos arredondados. Seus rizomas são aproveitados como condimento devido ao seu sabor amargo e à sua coloração amarelo-Dourada.
Efeitos medicinais:Auxilia no combate à diarréia e exerce funções antimicrobianas e antitóxicas.
Usos:Pode ser aproveitado para colorir molhos e para aromatizar temperos, queijos, xaropes, sucos, carnes, picles e arroz.
Forma de venda:A cúrcuma é vendida seca e moída em saquinhos plásticos ou potes.

Damiana
Nome científico: Turnera diffusa
Outros idiomas: Damiana, mexican damiana (inglês), damiana, damiane (francês), damiana, damiana de Califórnia, hierba de la pastora, oreganillo, pastorcita (espanhol), damiane, hierba de la pastora, pastorcita (italiano), damiana (alemão)

Características:Planta arbustiva, com caules amarelos ou avermelhados, folhas pequenas e flores amarelas e pequenas. As folhas são aproveitadas como condimento.
Efeitos medicinais:Rica em vitamina C, a cúrcuma é afrodisíaca, antiasmática, antidepressiva, diurética e laxativa.
Usos:Pode ser empregada como condimento em alimentos cozidos e na aromatização de licores. Seu chá é utilizado para combater a impotência.
Forma de venda:As folhas são vendidas secas e embaladas em sacos plásticos ou potes

Elemi
Nome científico: Canarium luzonicum

Outros idiomas: Manila elemi (inglês), elemi (espanhol)

Características:Árvore de grande porte, mede até 35 metros de altura e seu tronco chega a atingir um metro de diâmetro. Dela se extrai uma resina transparente e amarela, que é usada como aromatizante.
Efeitos medicinais:Seu consumo produz efeitos anti-reumático, anti-séptico, expectorante e fortificante.
Usos:A resina é empregada na indústria alimentícia como aditivo aromatizante.
Forma de venda:É vendida em potes de vidro ou de polietileno

Erva-benta
Nome científico: Geum urbanum

Outros nomes: Cariofilada, erva-de-São-Bento, erva-santa, sanabunda, sanamunda

Outros idiomas: Avens, Benedict's herb, bennet, blessed herb, City avens, clove root, cloverroot, colewort, European avens, geum, goldy star, goldy stone, herb bennet, star of the earth, way bennet, wild rye, wood avens, yellow avens (inglês), benoîte commune, herb de St. Benoit (francês), benedicta, cariofilada, cariofilata, flor de Sant Benet, gariofilea, herba de Sant Benet, hierba de San Benito, sanamunda (espanhol), ambretta, ambretta salvatica, erba benedetta (italiano), echte nelkenwurz, nelkenwurz (alemão)

Características:Planta herbácea, de rizoma grosso, caule ramificado e com flores amarelas. As raízes são empregadas para aromatizar bebidas.
Efeitos medicinais:É adstringente, anti-hemorrágica, antiinflamatória, digestiva e rica em vitamina C.
Usos:Basicamente usada para aromatizar cerveja.
Forma de venda:As raízes são vendidas secas.

Erva-bergamota
Nome científico: Monarda didyma

Outros nomes: Monarda, bergamota

Outros idiomas: Beebalm (inglês), baume d'abeilles (francês), bálsamo de abeja (espanhol), monarda (italiano), goldmelisse (alemão)

Características:Planta herbácea, de caule avermelhado nos nós, folhas ovaladas e flores vermelhas. As folhas e flores são aproveitadas na culinária.
Efeitos medicinais:A erva-bergamota é diurética, digestiva e antiespasmódica.
Usos:As folhas condimentam saladas, queijos e carne de porco. Esta erva também compõe o chá Earl Grey. Não é recomendada para gestantes, pois pode provocar aborto.
Forma de venda:É vendida fresca ou seca em saquinhos plásticos

Erva-cidreira
Nome científico: Melissa officinalis

Outros nomes: Chá-de-frança, erva-cidreira-verdadeira, melissa, melissa romana, cidrila

Outros idiomas: Lemon balm (inglês), mélisse (francês), melisa (espanhol), melissa selvatica (italiano), zitronen melisse (alemão)

Características:Planta herbácea, de haste ramificada, folhas ovaladas e serrilhadas e flores brancas ou rosadas. Suas folhas e flores são utilizadas como condimento.
Efeitos medicinais:A erva-cidreira tem funções adstringente, analgésica, calmante, digestiva e ajuda a combater a hipertensão.
Usos:É usada em refrescos, geléias, saladas de frutas, pudins, sorvetes, molhos e carnes brancas. Também pode ser consumida na forma de chá.
Forma de venda:Vendida em saquinhos plásticos, potes ou saquinhos de infusão.

Erva-de-santa-maria
Nome científico: Chenopodium ambrosioides

Outros nomes: Ambrósia, chá-do-méxico, erva-formigueira, erva-mata-pulgas, mastruço, mastruz, mentruz, quenopódio, vomiqueira

Outros idiomas: Mexican tea (inglês), épazote (francês), pazote (espanhol), ambrosia (italiano), mexikanisches teekraut (alemão)

Características:Planta herbácea, de caule cilíndrico, folhas denteadas e com pêlos vesiculosos, frutos são secos e flores minúsculas e verdes. As folhas e frutos são aproveitados na culinária.
Efeitos medicinais:A erva-de-santa-maria apresenta características adstringente, calmante, diurética, expectorante e vermífuga.
Usos:É muito apreciada na cozinha mexicana, mas deve ser evitada por gestantes, crianças e idosos em função de seus componentes tóxicos.
Forma de venda:As folhas e frutos são vendidos frescos

Erva-mate
Nome científico: Ilex paraguariensis

Outros nomes: Chá-argentino, chá-das-missões, chá-do-Brasil, chá-do-Paraguai, chá-dos-jesuítas, chá-mate, congonha, congonha-das-missões, congonheira, erva, mate, mate-do- Paraguai, mate-legítimo, mate-verdadeiro

Outros idiomas: Yerba maté (inglês), maté vert (francês), yerba mate (espanhol), malté (italiano), mate paraguaensis (alemão)

Características:Árvore de 12 metros de altura, de caule cinza, folhas ovais e fruto pequeno e verde ou vermelho-arroxeado. As folhas são aproveitadas na culinária.
Efeitos medicinais:Auxilia na digestão e produz efeitos anti-reumático, diurético, estimulante e laxante.
Usos:A erva verde ou tostada é usada para preparar chás e chimarrão. Não indicado para pessoas que sofrem de insônia e nervosismo.
Forma de venda:As folhas são vendidas secas inteiras, trituradas ou em pó, embaladas em pacotes, potes, saquinhos plásticos ou saquinhos de infusão

Espinheiro-marítimo
Nome científico: Hippophae rhamnoides

Outros nomes: Espinheiro-cerval marítimo, falso-espinheiro

Outros idiomas: Seabuckthorn (inglês), argousier (espanhol), sanddorn (alemão)

Características:Planta arbustiva, de ramos espinhosos, folhas com pelugem cinza, flores pequenas e verde-amareladas e frutos amarelos em forma de baga. Apenas os frutos são utilizados na culinária.
Efeitos medicinais:Rico em vitaminas C, A, B1 e B2, E, K e P, o espinheiro-marítimo atua como anti-cancerígeno, anticoagulante, antiinflamatório e hipotensor.
Usos:Os frutos têm elevado valor nutricional e podem ser consumidos na forma de suco, geléia, licor, cerveja, sorvete e doces. A polpa também é usada como corante.
Forma de venda:A fruta é vendida na forma fresca.

Estévia
Nome científico: Stevia rebaudiana

Outros idiomas: Sweetleaf (inglês), stervia (francês), hierba Dulce (espanhol), eupatorio (italiano), saccharinpflanze (alemão)

Características:Planta herbácea, com haste ramificada, folhas de formato lanceolado, flores brancas e fruto escuro. Apenas as folhas são aproveitadas na culinária.
Efeitos medicinais:Possui propriedades cardiotônica, diurética, hipoglicêmica e refrigerante.
Usos:A estévia substitui o açúcar nas indústrias alimentícias. Geralmente, é encontrada na forma de adoçante em pó ou líquido, podendo ser caseiro ou industrializado. Não é indicada para pessoas com problemas cardíacos, pois pode acelerar os batimentos cardíacos.
Forma de venda:É encontrada fresca ou em forma de adoçantes.

Estragão
Nome científico: Artemisia dracunculus

Outros nomes: Estragão-francês

Outros idiomas: Tarragon (inglês), estragon (francês), estragon (espanhol), erba drago (italiano), estragon (alemão)

Características:Planta herbácea, de caule cilíndrico, folhas pequenas e carnosas e flores são pequenas e claras. As folhas são usadas como condimento e têm sabor picante similar ao do anis.
Efeitos medicinais:O estragão tem ajuda no funcionamento do aparelho digestivo e tem ação vermífuga.
Usos:Pode ser aproveitado para condimentar molhos, carnes e frutos do mar, queijos, omeletes, picles, sopas, saladas e para aromatizar vinagres e azeites.
Forma de venda:As folhas são vendidas secas em potes ou saquinhos plásticos

Fedegoso
Nome científico: Cassia occidentalis

Outros nomes: Fedegoso-verdadeiro, ibixuma, lava-pratos, maioba, mamangá, manjerioba, pajamarioba

Outros idiomas: Coffee Senna (inglês), casse puante (francês)

Características:Arbusto de caule herbáceo, com folhas compostas, flores grandes e amarelas e frutos em forma de vagem. Na culinária, apenas as folhas, raízes e sementes são aproveitadas.
Efeitos medicinais:O fedegoso produz efeitos analgésico, anti-séptico, antiinflamatório, diurético laxante.
Usos:Os grãos torrados substituem o café e as folhas e brotos servem como tempero. As sementes cruas são tóxicas e, por isso, não devem ser consumidas.
Forma de venda:As sementes, folhas e raízes podem ser encontradas cruas ou secas

Feno-grego
Nome científico: Trigonella foenum-graecum

Outros idiomas: Fenugreek (inglês), fenugrec (francês), alholva (espanhol), fieno greco comune (italiano), griechischer bockhornklee (alemão)

Características:Planta de caule ereto, flores amareladas ou brancas e frutos em forma de vagem. As flores e vagens são semelhantes às da ervilha. Suas sementes são utilizadas principalmente na cozinha asiática, devido ao seu sabor amargo.
Efeitos medicinais:O feno-grego tem ação antiinflamatória, digestiva, fortificante e ajuda a combater a tosse.
Usos:Serve para temperar carnes e picles e compõe o curry.
Forma de venda:Seco, moído ou fresco.

Funcho
Nome científico: Foeniculum vulgare

Outros nomes: Funcho-doce, anis-doce, erva-doce, falso-anis, fiolho-doce, funcho-romano

Outros idiomas: Sweet fennel (inglês), fenouil (francês), hinojo de Florencia (espanhol), finocchio di Firenze (italiano), finocchio selvaggio (alemão)

Características:Planta herbácea, de caule oco, folhas embainhadas, flores amarelas. Na culinária, são aproveitadas as folhas frescas ou secas, raízes, sementes e o talo.
Efeitos medicinais:Possui propriedades anti-séptica, antiinflamatória, calmante, digestiva, diurética e expectorante.
Usos:Os bulbos são usados principalmente para aromatizar pastéis de maçã, embutidos italianos e vinagres. As folhas servem para acompanhar saladas, feijão, carnes, molhos e massas. Os talos são consumidos como aspargos e as sementes aromatizam bebidas e massas. Não indicado para gestantes e lactantes pois é tóxico para bebês.
Forma de venda:O funcho é vendido fresco ou seco e embalado em sacos plásticos ou potes.

Gálbano
Nome científico: Ferula galbaniflua

Outros idiomas: Galbanum (inglês), galbanum (francês), gálbano (espanhol), gàlbano (italiano), galbanum (alemão)

Características:Planta de porte médio (chega a 1,5 metro de altura), com talos sólidos, folhas cinzentas e peludas e flores amarelas e minúsculas. Sua resina é utilizada na cozinha.
Efeitos medicinais:O gálbano ajuda a tratar o reumatismo e doenças pulmonares (devido ao seu efeito expectorante). Serve também como antiinflamatório, estimulante e anti-séptico.
Usos:Sua resina é transformada em óleo essencial e serve para condimentar alimentos. Uma gota do óleo é suficiente para dar um aroma de aipo aos alimentos.
Forma de venda:É encontrado na forma de óleo essencial.

Galega
Nome científico: Galega officinalis

Outros nomes: Alfafa galega, Arruda de bode

Outros idiomas: Goatsrue (inglês), galéga officinale, lilas d'Espagne, sainfoin d'Espagne (francês), alfalfa gallega, ruda cabruna (espanhol), galega (italiano), echte geissraute, pestilenzkraut (alemão)

Características:Planta herbácea, de haste é ereta, folhas grandes, flores de cor branca, rosa ou violeta e frutos do tipo vagem. Suas folhas e sementes são utilizadas na culinária.
Efeitos medicinais:A galega tem efeitos cicatrizante, diurética, estimulante do sistema nervoso e vermífuga.
Usos:É aproveitada principalmente na fabricação de queijos em alguns países da Europa. Não deve ser consumida por crianças e gestantes por conter componentes tóxicos.
Forma de venda:É vendida fresca ou seca

Garcínia
Nome científico: Garcinia cambogia

Outros idiomas: Hattan yellow (inglês), garcínia (francês), garcinia (espanhol), garcinia (alemão)

Características:Árvore de porte alto, possui casca grossa e marrom alaranjada, folhas grandes, flores pequenas e amarelas. Os frutos, que são usados na culinária, têm três centímetros de diâmetro e cor alaranjada.
Efeitos medicinais:A garcínia ajuda a reduzir a taxa de colesterol na corrente sangüínea.
Usos:Na Índia, é usada para enriquecer o sabor de pratos típicos e para substituir o tamarindo. Deve ser consumido em pequenas doses, pois pode causar cólicas, náuseas e vômitos.
Forma de venda:É vendido fresco

Gatária
Nome científico: Nepeta cataria

Outros nomes: Erva gateira, erva-gato, neveda dos gatos

Outros idiomas: Catmint, catnep, catnip, catswort, field balm (inglês), herbe aux chats (francês), hierba del gato (espanhol), cataria (italiano), katzenminze (alemão)

Características:Planta herbácea, com haste ramificada e com pelugem, folhas são recobertas de pêlos acinzentados, flores pequenas e brancas.
Efeitos medicinais:A gatária tem propriedades analgésica, expectorante e calmante.
Usos:Os frutos são usados na preparação de bolos, tortas e doces e as folhas frescas são empregadas em chás e molhos. Não deve ser consumido por gestantes, lactantes e crianças.
Forma de venda:Tudo vendido fresco

Gengibre
Nome científico: Zingiber officinale

Outros nomes: Gengivre, gingibre

Outros idiomas: Ginger (inglês), gingembre (francês), jengibre (espanhol), ginepro, zenzero (italiano),ingwer (alemão

Características:Planta rizomatosa, de folhas compridas e ovaladas e flores amarelas. Seus rizomas são utilizados na cozinha como condimento.
Efeitos medicinais:O gengibre tem propriedades anti-séptica, antiinflamatória, conservante, digestiva e expectorante.
Usos:É usado para temperar carnes, molhos, massas e legumes. Também é utilizado em geléias e doces e na aromatização de bebidas -em especial o quentão. Não deve ser consumido por gestantes e pessoas com problemas de cálculo biliar.
Forma de venda:Encontrado fresco, ralado ou em pó

Gengibre
Nome científico: Zingiber officinale

Outros nomes: Gengivre, gingibre

Outros idiomas: Ginger (inglês), gingembre (francês), jengibre (espanhol), ginepro, zenzero (italiano),ingwer (alemão

Características:Planta rizomatosa, de folhas compridas e ovaladas e flores amarelas. Seus rizomas são utilizados na cozinha como condimento.
Efeitos medicinais:O gengibre tem propriedades anti-séptica, antiinflamatória, conservante, digestiva e expectorante.
Usos:É usado para temperar carnes, molhos, massas e legumes. Também é utilizado em geléias e doces e na aromatização de bebidas -em especial o quentão. Não deve ser consumido por gestantes e pessoas com problemas de cálculo biliar.
Forma de venda:Encontrado fresco, ralado ou em pó

Gengibre selvagem
Nome científico: Asarum canadense

Outros idiomas: Wild Ginger (inglês), gingembre sauvage (francês), jengibre silvestre (espanhol), ginepro selvaggio (italiano), kanadische haselwurz (alemão)

Características:Planta rizomatosa, com folhas codiformes e flores de cor púrpura. Apenas seus rizomas são aproveitados na culinária.
Efeitos medicinais:Serve como anestésico local, broncoespasmódico e expectorante.
Usos:Em alguns lugares, é utilizado em substituição ao gengibre. Não deve ser consumido por gestantes e lactantes.
Forma de venda:Encontrado fresco, seco ou ralado

Gergelim
Nome científico: Sesamum indicum

Outros nomes: Gergelim-preto, gerzelim, girgelim, zirzelim

Outros idiomas: Sesame (inglês), sésame (francês), sésamo (espanhol), sesamo (italiano), sesam (alemão)

Características:Planta de porte herbáceo, com folhas cobertas de pêlos finos e flores brancas ou rosadas. As sementes são utilizadas como condimento e têm sabor parecido ao das amêndoas.
Efeitos medicinais:O gergelim possui as propriedades analgésica, antiinflamatória, diurética e laxante.
Usos:Usado principalmente na cozinha judaica, em patês e pães. As sementes podem ser misturadas a outros condimentos, como alho, cebola e pimenta e adicionados a molhos, massas, óleos para salada e carnes. De preferência, deve ser consumido depois de torrado.
Forma de venda:Seco, fresco ou moído

Goma-arábica
Nome científico: Acacia Senegal

Outros idiomas: Gum arabic, gum arabic tree, kher, Senegal gum, sudan gum arabic (inglês), acacia Sénégal, gomme arabique (francês), goma arabica (espanhol), gomma arabica (italiano), acaciae gummi, arabisches gummi, gummi arabicum (alemão)

Características:Planta arbustiva, de tronco áspero, folhas pequenas, flores brancas e frutos em formato de vagem. Do tronco é extraído uma goma que é utilizada na culinária. As sementes também servem como condimento.
Efeitos medicinais:A goma-arábica age como anti-hemorrágica, Anti-séptica e antiinflamatória, além de auxiliar na digestão.
Usos:Usada na indústria alimentícia para engrossar molhos, prevenir a cristalização de açúcar e estabilizar congelados. Ela também é usada na panificação e como estabilizante para a espuma da cerveja. As sementes secas são consumidas como alimento, misturadas a legumes e saladas.
Forma de venda:Vendida apenas para a indústria

Girassol
Nome científico: Helianthus annuus

Outros nomes: Helianto, verrucária

Outros idiomas: Sunflower (inglês), tournesol (francês), girasol (espanhol), girasole comune (italiano), gewöhnliche sonnenblume (alemão)

Características:Planta sublenhosa, com flores amarelas ou alaranjadas, folhas verde-esbranquiçadas e frutos achatados. As sementes, flores e óleo são utilizadas na culinária.
Efeitos medicinais:Rica em vitamina E e cálcio, o girassol tem função cardiotônica, estomáquica e tônica.
Usos:As sementes torradas condimentam vegetais, saladas, molhos e patês. O óleo de girassol também é bastante apreciado, principalmente por conter menos colesterol que o óleo de soja. Os botões florais são cozidos e servidos como aspargos e as flores são usadas em saladas.
Forma de venda:As sementes são vendidas a granel ou em pacotes. As flores são encontradas frescas em lojas do ramo e o óleo de girassol pode ser comprado em qualquer supermercado

Gualtéria
Nome científico: Gaultheria procumbens

Outros idiomas: Wintergreen, waxberry ou gaultheria (inglês), wintergrün (alemão)

Características:Arbusto verde, de folhas denteadas, flores brancas e frutos vermelhos, pequenos e redondos. O óleo extraído das folhas é apreciado na indústria alimentícia.
Efeitos medicinais:A gualtéria tem efeito analgésico, anti-reumático, antiinflamatório e estomáquico.
Usos:O óleo é usado para aromatizar diversos alimentos industrializados, mas deve ser evitado por gestantes e lactantes.
Forma de venda:O óleo é vendido em lojas especializadas

Guaraná
Nome científico: Paullinia cupana

Outros nomes: Guaranazeiro, naranazeiro

Outros idiomas: Guarana (inglês), guaraná (espanhol), guaranà (italiano), guaranastrauch (alemão)

Características:Trepadeira, de caule escuro, com flores brancas ou amarelas e frutos avermelhados e entreabertos, mostrando parte das sementes negras. Essas sementes com aparência de olho são utilizadas como aromatizante.
Efeitos medicinais:O guaraná tem poder adstringente, afrodisíaco, analgésico, diurético e estimulante. Não deve ser consumido durante a gravidez.
Usos:É utilizado na forma de sucos, refrescos e refrigerantes ou em bolos.
Forma de venda:É vendido principalmente em pó, mas em algumas regiões do país pode ser encontrado fresco

Hedeoma
Nome científico: Hedeoma pulegioides

Outros nomes: Hedeoma-americana

Outros idiomas: American false pennyroyal, american pennyroyal, fleabane, hedeoma, mock pennyroyal, mosquito plant, pennyroyal, puleguim, squaw-mint, stinking balm, tickweed (inglês), hédéoma faux-pouliot (francês), poleo americano (espanhol), menta puleggio americana (italiano), frauenminze (alemão)

Características:Planta herbácea, com folhas pequena e dentadas, flores brancas ou púrpura-azuladas e aroma parecido ao da hortelã-pimenta. Somente as folhas são usadas como condimento.
Efeitos medicinais:A hedeoma é anti-reumática, digestiva e estimulante.
Usos:As folhas são usadas principalmente no preparo de chás. O óleo essencial é empregado na indústria alimentícia para aromatizar bebidas, sorvetes, pães e doces. Não deve ser consumida durante a gravidez pois tem efeito abortivo.
Forma de venda:Vendida fresca ou seca em saquinhos.

Hissopo
Nome científico: Hyssopus officinalis

Outros nomes: Erva-sagrada

Outros idiomas: Hyssop (inglês), hysope (francês), hisopo (espanhol), issopo (italiano), ysop (alemão)

Características:Planta herbácea, de caule ramificado, com muitas folhas, e flores rosadas ou violetas. As folhas são apreciadas na culinária como aromatizante.
Efeitos medicinais:Tem funções anti-séptica, antiespasmódica, estimulante e tônica.
Usos:Em geral, as folhas são usadas em saladas, sopas, ensopados e carnes. As folhas desidratadas são usadas pela indústria de bebidas para aromatizar licores. Não é recomendada para gestantes, hipertensos e epilépticos.
Forma de venda:Podem ser encontradas frescas ou desidratadas.


Hortelã-pimenta
Nome científico: Mentha piperita

Outros nomes: Hortelã, hortelã-apimentada, hortelã-cheirosa, hortelã-comum, hortelã-de-horta, menta

Outros idiomas: Peppermint (inglês), menthe poivrée (francês), menta (espanhol), menta piperita (italiano), pfeffer-minze (alemão)

Características:Planta herbácea, de até 80 centímetros de altura. As folhas são ovaladas e serrilhadas nas bordas e as flores são de cor violeta. As folhas, flores e o óleo essencial são aproveitados na cozinha.
Efeitos medicinais:A hortelã-pimenta tem propriedades analgésica, anti-séptica, antiinflamatória, calmante, digestiva e expectorante.
Usos:Usada para condimentar carnes, manteigas, saladas, doces e licores. Seu chá também é bastante apreciado. Não é indicado para gestantes, lactantes e crianças.
Forma de venda:Seco, fresco, moído

Jasmim
Nome científico: Jasminum officinalis

Outros nomes: Jasmim-amarelo, jasmim-branco, jasmim-da- China, jasmim-da-Espanha, jasmim-da-itália, jasmim-de-são-josé, jasmim-dos-poetas, jasmineiro

Outros idiomas: Jasmine (inglês), jasmin (francês), jazmín (espanhol), gelsomino comune (italiano), echter jasmin (alemão)

Características:Trepadeira lenhosa de até 6 metros de altura, com flores brancas, amarelas ou rosadas e fruto escuro e em forma de baga. As flores são utilizadas como aromatizante na culinária.
Efeitos medicinais:O jasmim produz efeitos afrodisíaco, anti-séptico e calmante.
Usos:É aproveitado principalmente para aromatizar doces. Seu chá também é apreciado para acompanhar refeições e lanches.
Forma de venda:Vendido na forma fresca

Levístico
Nome científico: Levisticum officinale

Outros nomes: Levítico

Outros idiomas: Lovage (inglês), livèche (francês), levístico (espanhol), levistico, sedano di monte, sedano di montagna, ligustico, maggi (alemão)

Características:Planta herbácea, com folhas que vão do verde ao dourado e flores pequenas e amarelas. As flores, folhas e raízes são utilizadas na cozinha.
Efeitos medicinais:O levístico pode atuar como afrodisíaco, diurético ou expectorante.
Usos:Possui sabor forte e Salgado, similar ao do salsão. É usado comumente em caldos de carne -em alemão, este condimento é chamado de "maggi". Usado para temperar molhos, carnes, picles e marinados.
Forma de venda:A erva pode ser encontrada fresca ou em cubos de tempero, em associação com outros condimentos

Louro
Nome científico: Laurus nobilis

Outros nomes: Loureiro, louro-comum

Outros idiomas: Laurel ou bay tree (inglês), laurier (francês), laural (espanhol), alloro (italiano), lorbeer (alemão)

Características:Árvore de grande porte, com caule ereto e de casca lisa, folhas duras e brilhantes, flores pequenas e amareladas. Apenas suas folhas são usadas como condimento.
Efeitos medicinais:O louro possui propriedades anti-séptica, calmante, desodorante e estimulante.
Usos:É usado para condimentar caldos, carnes, ensopados, sopas, marinadas, e refogados. A folha deve ser retirada após o cozimento para não azedar a comida.
Forma de venda:As folhas podem ser encontradas frescas ou secas, vendidas a granel, embaladas em saquinhos ou em potes

Manjericão
Nome científico: Ocimum basilicum

Outros nomes: Alfavaca, alfavaca-cheirosa, alfavacão, basílico, manjericão-comum, manjericão-de-folha-larga

Outros idiomas: Sweet basil (inglês), basilic (francês), albahaca (espanhol), basilico (italiano), basilienkraut (alemão)

Características:Planta herbácea, de caule ereto, folhas ovaladas e opostas e flores pequeninas e lilases. As flores e folhas são usadas como condimento, de sabor suave e picante.
Efeitos medicinais:O manjericão tem propriedades analgésica, anti-séptica, calmante, digestiva e diurética.
Usos:O manjericão é adotado principalmente nas cozinhas italiana e francesa, sendo usado para temperar pratos que levem tomate. Também serve para condimentar molhos, pizzas e outras massas, carnes em geral, ovos, sanduíches, queijos, azeites e vinagres. As folhas devem ser lavadas e rasgadas com as mãos para exalar o aroma. O chá também é utilizado em casos de problemas digestivos.
Forma de venda:O manjericão pode ser encontrado fresco, ou seco, em saquinhos plásticos ou potes

Manjerona
Nome científico: Origanum majorana

Outros nomes: Majorona, manjerona-doce, manjerona- verdadeira

Outros idiomas: Marjoram (inglês), marjolaine (francês), mejorana Dulce (espanhol), maggiorana (italiano), majoran (alemão)

Características:Planta herbácea, de caule lenhoso, folhas pequenas e verde-acinzentadas e flores pequenas e brancas. São as folhas e flores que se aproveitam para condimentar alimentos devido ao seu sabor adocicado e picante.
Efeitos medicinais:Analgésica, calmante e digestiva.
Usos:A manjerona serve para condimentar saladas, massas, molhos, carnes em geral e embutidos, sopas e doces. As folhas frescas têm sabor mais suave e devem ser acrescentadas somente no fim do cozimento. As folhas secas têm sabor mais picantes e podem ser incluídas até 10 minutos antes de servir o alimento.
Forma de venda:É encontrada fresca ou seca em saquinhos ou potes

Marroio-branco
Nome científico: Marrubium vulgare

Outros nomes: Bom-homem, Marroio-comum

Outros idiomas: Horehound (inglês), Marrube (francês), Marrobio (italiano), Gemeiner andorn (alemão)

Características:Planta herbácea ramificada, com hastes lenhosas, folhas arredondadas e cobertas com pelugem prateada e com flores brancas e em cacho. As flores e folhas são utilizadas na culinária.
Efeitos medicinais:O marroio-branco é adstringente, analgésico, diurético, expectorante e vasodilatador, além de auxiliar na digestão.
Usos:De sabor amargo, o marroio-branco é bastante utilizado na culinária judaica e na fabricação de cervejas e licores. Por conter componentes tóxicos, não deve ser ingerido por gestantes, lactantes e pessoas com problemas estomacais. Seu consumo deve ser bastante moderado.
Forma de venda:É encontrado fresco ou seco

Mirtilo
Nome científico: Vaccinium myrtillus

Outros idiomas: Blueberry (inglês), myrtille (francês), arándano ou mirtilo (espanhol), waldheidelbeere (alemão)

Características:Planta sub-arbustiva (chega a medir 60 centímetros de altura), de caules robustos, ramos rastejantes de folhas ovaladas e denteadas, flores em forma vesículas brancas ou rosadas e frutos em forma de bagas, de cor azulada ou negra. As folhas e frutos são apreciados na culinária por seu sabor agridoce.
Efeitos medicinais:O mirtilo tem funções adstringente e antibacteriana e é estimulador da circulação sangüínea.
Usos:Pode ser usado para aromatizar doces e geléias e para tingir vinhos. As folhas podem ser consumidas em saladas e os frutos são apreciados crus, secos ou cozidos.
Forma de venda:Encontrado fresco ou seco em lojas especializadas

Mostarda
Nome científico: Sinapis alba, Brassica nigra

Outros nomes: Mostardeira, mostarda branca, mostarda negra, mostarda castanha

Outros idiomas: White mustard, black mustard (inglês), moutarde blanche, moutarde noire (francês), mostaza silvestre, mostaza negra (espanhol), senape bianca, sènape nera (italiano), weisser senf, schwarzer senf (alemão)

Características:Planta herbácea, com folhas pecioladas, flores amarelas e frutos longos parecidos com uma vagem. As folhas e sementes desidratadas são apreciadas como condimento, principalmente por seu sabor picante. As mais conhecidas são a mostarda branca, a negra e a castanha.
Efeitos medicinais:Tem funções anti-séptica, digestiva e desinfetante.
Usos:A mostarda inteira é usada no preparo de ensopados, saladas, molhos, assados e bebidas não alcóolicas. As sementes moídas são apreciadas em pratos com ovos e queijos, molhos para saladas, carnes e vegetais.
Forma de venda:São vendidas frescas, desidratadas e em pó

Nigela
Nome científico: Nigella sativa

Outros nomes: Aleprive, aliprive, cominhos negros, diabo-na- mata, nigela-bastarda

Outros idiomas: Roman coriander (inglês), niguelle (francês), neguilla (espanhol), semenzina (italiano), schwarzkümmel (alemão)

Características:Planta herbácea, de haste fina e rígida, folhas verde-claras, flores azul-acinzentadas e frutos negros em forma de vagem. Apenas as sementes são aproveitadas na culinária.
Efeitos medicinais:A nigela apresenta propriedades analgésica e depurativa.
Usos:As sementes são usadas frescas ou secas em substituição à pimenta-do-reino. Combina com pães, saladas, legumes, iogurtes e queijos.
Forma de venda:É vendido fresco ou desidratado em lojas de produtos importados

Noz-moscada
Nome científico: Myristica fragans

Outros nomes: Moscadeira

Outros idiomas: Nutmeg (inglês), noix de muscade (francês), nuez moscada (espanhol), Noce moscata (italiano), muskatnussbaum (alemão)

Características:Árvore de grande porte, que chega a 20 metros de altura. Possui fruto semelhante ao damasco, com semente parda, que é utilizada na culinária com condimento.
Efeitos medicinais:Tem propriedades afrodisíaca, antiinflamatória, digestiva e diurética.
Usos:A noz-moscada é amarga e usada para condimentar molhos brancos, legumes, purês, marinadas, queijos, bolos, doces e bebidas quentes. Não deve ser consumido por gestantes pois é abortivo.
Forma de venda:É vendida inteira e desidratada ou em pó

Ora-pro-nobis
Nome científico: Pereskia aculeata

Outros nomes: Carne de pobre, groselha-da-América, lobodo, lobrobo, Roga por nós, rosa-madeira

Outros idiomas: Rose cactus (inglês)

Características:Arbusto do tipo trepadeira, com folhas suculentas, flores pequenas, brancas ou rosadas e frutos amarelos em forma de bagas. As folhas são ricas em vitaminas A, C e B, cálcio e ferro e são muito apreciadas na culinária como condimento.
Efeitos medicinais:Tem ação antiinflamatória.
Usos:Combina com saladas, refogados, sopas, omeletes, tortas, feijão e angu.
Forma de venda:É encontrado fresco ou seco

Orégano
Nome científico: Origanum vulgare

Outros nomes: Orégão

Outros idiomas: Wild marjoran (inglês), origan (francês), orégano (espanhol), origano (italiano), oregano (alemão)

Características:Planta herbácea, de caule ereto, folhas ovaladas e pontiagudas e flores que vão do rosa ao branco. Suas folhas são usadas como condimento, principalmente na cozinha italiana.
Efeitos medicinais:Tem funções digestiva, estimulante, expectorante e sudorífera.
Usos:É o orégano que dá o sabor típico da pizza. Serve para condimentar molhos, carnes em geral, pratos à parmeggiana, legumes, queijos, ovos, extratos de tomate e pizzas.
Forma de venda:Vendido fresco ou desidratado, em saquinhos ou potes

Papoula
Nome científico: Papaver somniferum

Outros nomes: Papoila

Outros idiomas: Poppy seed (inglês), pavot (francês), adormidera (espanhol), rosolaccio (italiano), schlaf-mohn (alemão)

Características:Planta herbácea, coberta de pêlos brancos. Possui caule ereto, flores vermelhas com uma mancha negra na base e fruto seco e em forma de urna. As sementes são cinzas ou brancas e são aproveitadas na culinária, principalmente por seu sabor suave e adocicado.
Efeitos medicinais:Tem propriedades antiespasmódica e relaxante.
Usos:Serve para condimentar saladas, massas doces, doces em geral e patês.
Forma de venda:As sementes são vendidas frescas ou desidratadas

Páprica
Nome científico: Capsicum annuum

Outros nomes: Páprica-doce, pimentão vermelho, pimentão- doce

Outros idiomas: Sweet pepper (inglês), piment doux (francês), paprika (espanhol), peperone (italiano), paprika (alemão)

Características:Planta herbácea, de flores brancas, frutos grandes e ocos, com cores que variam entre o vermelho, amarelo e verde. Seus frutos são apreciados como condimento, devido ao seu sabor adocicado e picante.
Efeitos medicinais:Tem efeitos antiinflamatório, digestivo e estimulador da circulação sangüínea.
Usos:É usado para condimentar caldos, ensopados, molhos, vinagretes, vinagres, conservas em geral, carnes e saladas. Seu fruto pode ser consumido cru ou em pó. A páprica vermelha é mais adocicada e a verde, mais picante.
Forma de venda:Vendida em pó ou fresca

Pimenta vermelha
Nome científico: Capsicum SP

Outros nomes: Cumari-do-pará, pimenta-cumari, pimenta-de- cheiro, pimenta-malagueta, pimenta-murupi

Outros idiomas: Pepper (inglês), poivre (francês), pimiento (espanhol), peperone (italiano), paprika (alemão)

Características:Planta arbustiva, ramificada, com frutos vermelhos e alongados. Os frutos, ricos em vitaminas C, B1, B2 e E, são usados como condimento.
Efeitos medicinais:A pimenta vermelha é estimulante, estomáquica e vasodilatadora.
Usos:É usada em conservas, doces, molhos, carnes em geral e pizzas. Deve ser evitada por pessoas que têm gastrite ou problemas de hemorróidas.
Forma de venda:É vendida fresca, desidratada ou em molhos

Pimenta-da-Jamaica
Nome científico: Pimenta dioica

Outros idiomas: Allspice (inglês), piment de la Jamaïque (francês), pimienta de Jamaica (espanhol), pimento (italiano), nelkenpfeffer (alemão)

Características:Planta semi-arbórea, com folhas agudas, flores pequenas e brancas e frutos do tipo drupa. As sementes, semelhantes ao cravo e de sabor parecido ao da noz-moscada, são aproveitadas na culinária como condimento.
Efeitos medicinais:A pimenta-da-Jamaica é afrodisíaca, anti-séptica e digestiva.
Usos:Os grãos inteiros são usados para condimentar marinadas, patês, embutidos, sopas, molhos, picles, carnes, vinagres e bebidas. A pimenta-da-Jamaica branca é ideal para carnes brancas, maioneses e molhos brancos, por ser mais suave. A preta é indicada para carnes vermelhas e marinadas. A pimenta moída serve para aromatizar bolos, biscoitos, pudins, carnes, sopas e molhos.
Forma de venda:É vendida seca, inteira ou em pó

Pimenta-do-reino
Nome científico: Piper nigrum

Outros nomes: Pimenta branca, pimenta preta, pimenta verde

Outros idiomas: Black pepper (inglês), poivre noir (francês), pimienta negro (espanhol), indonésiopepe nero (italiano), pfeffer (alemão)

Características:Trepadeira, de raízes aéreas, com folhas arredondadas, flores muito pequenas e brancas e frutos redondos e vermelhos. Os frutos verdes e desidratados são aproveitados como condimentos.
Efeitos medicinais:A pimenta-do-reino produz efeitos digestivo e tônico.
Usos:Utilizada inteira ou moída para temperar carnes e embutidos, massas, molhos e legumes. Não é indicada para pessoas com problemas digestivos e de hemorróidas.
Forma de venda:É vendida em pó ou em grãos, a granel, em saquinhos plásticos ou potes.
Pimpinela
Nome científico: Sanguisorba minor

Outros idiomas: Burnet (inglês), pimpenelle (francês), pimpinella (espanhol), pimpinelle (alemão)

Características:Planta herbácea, com rizoma ramificado, ramos de folhas azul-esverdeadas, flores avermelhadas e frutos do tipo aquênio. Suas folhas, flores e rizomas são empregados na cozinha como condimento. Tem gosto semelhante ao do pepino.
Efeitos medicinais:A pimpinela é adstringente, anti-séptica e antiinflamatória.
Usos:Usado principalmente em saladas, sopas, ponches e sucos de frutas.
Forma de venda:Vendida fresca.

Pistache
Nome científico: Pistacia vera

Outros nomes: Alfóstico, pistacha, pistacheiro, pistacho

Outros idiomas: Pistachio (inglês), pistache (francês), pistacho (espanhol), pistacchio (italiano), echte pistazie (alemão)

Características:Árvore pequena, de copa densa, caule nodoso, cinzento e retorcido. As folhas são escuras e ovaladas e os frutos são drupas comestíveis.
Efeitos medicinais:Tem funções afrodisíaca, calmante, diurética e estimulante da abertura dos poros.
Usos:Os frutos são usados para condimentar doces e sorvetes ou como aperitivo (doce ou Salgado) antes das refeições.
Forma de venda:É vendido fresco ou temperado

Prímula
Nome científico: Primula veris

Outros nomes: Orelha-de-urso, primavera

Outros idiomas: Cowlip (inglês), primevère (francês), primula odorosa (italiano), echte schlüsselblume (alemão)

Características:Planta herbácea de até 20 centímetros de altura. As folhas crescem rentes ao solo e tem flores amarelas ou alaranjadas. As flores e raízes são aproveitadas na cozinha.
Efeitos medicinais:A prímula é adstringente, antiespasmódica e antiinflamatória.
Usos:As folhas condimentam saladas e carnes e as flores são usadas em conservas e sobremesas.
Forma de venda:É vendida na forma fresca

Raiz-forte
Nome científico: Armoracia rusticana

Outros nomes: Wasabi

Outros idiomas: Horseradish (inglês), raifort (francês), raíz picante (espanhol), rafano (italiano), meeretich (alemão), wasabi (japonês)

Características:Planta herbácea, com raiz larga e branca, folhas basais e flores são brancas. As raízes são usadas como condimento, principalmente na culinária oriental.
Efeitos medicinais:Rica em vitaminas A e C, tem propriedades anti-séptica, antiescorbútica, digestiva, estimulante e laxativa.
Usos:É usada para temperar carnes, embutidos, verduras, ovos, molhos, marinados, vinagres aromáticos e iguarias orientais, como sushi. É contra-indicado para pessoas com problemas de estômago ou intestino.
Forma de venda:É vendido fresco ou em pó

Sabugueiro
Nome científico: Sambucus nigra

Outros nomes: Sabugo

Outros idiomas: Elderberry (inglês), sureau (francês), saúco (espanhol), sambuco comune (italiano), schwarzen holunder (alemão)

Características:Arbusto de até 7 metros de altura, com tronco acinzentado, folhas verde-azuladas, flores amareladas e frutos negros. Tanto as flores como os frutos podem ser utilizados na cozinha.
Efeitos medicinais:Age como anti-reumático, antibacteriano, diurético e expectorante.
Usos:Os frutos são usados em geléias, sorvetes, xaropes e bebidas alcóolicas. As flores servem para enfeitar saladas e doces e aromatizar compotas, saladas e pudins.
Forma de venda:É vendido fresco ou seco

Salsa
Nome científico: Petroselinum crispum

Outros nomes: Salsa-hortense, salsa-vulgar, salsinha

Outros idiomas: Parsley (inglês), persil (francês), perejil (espanhol), prezzemolo comune (italiano), petersilie (alemão)

Características:Planta herbácea, de folhas pecioladas e flores amareladas e sementes pretas. As folhas são apreciadas com condimento.
Efeitos medicinais:A salsa tem propriedades antiinflamatória, digestiva e diurética, além de auxiliar no tratamento de hipertensão.
Usos:Usada par temperar carnes, molhos, risotos, marinadas, maioneses e saladas. Substitui a contento a cebolinha.
Forma de venda:É vendida fresca em molhos

Sálvia
Nome científico: Salvia officinalis

Outros nomes: Erva-sacra, salva, salva-das-boticas, salva-dos- jardins, salva-ordinária

Outros idiomas: Sage (inglês), sauge officinale (francês), salvia (espanhol), salvia (italiano), echter salbei (alemão)

Características:Planta semi-arbustiva, de caule ramificado, folhas cobertas por pêlos e flores azuladas ou brancas. As folhas são usadas como condimento e podem substituir o louro.
Efeitos medicinais:Possui propriedades adstringente, anti-séptica, antiperspirante e digestiva.
Usos:Serve para temperar carnes, marinadas, embutidos, queijos, pães e massas em geral. É usada ainda para aromatizar vinagres, óleos e vinhos. Também é consumida como chá.
Forma de venda:Seco, fresco, moído

Segurelha
Nome científico: Satureja montana

Outros nomes: Segurelha-de-inverno

Outros idiomas: Winter savory (inglês), sarriette (francês), ajedrea (espanhol), santoreggia montana (italiano), winter- bohnenkraut (alemão)

Características:Planta herbácea, de caules eretos, com ramos lenhosos, folhas estreitas e flores brancas ou avermelhadas. As folhas, de sabor semelhante ao tomilho, mas mais picantes, são apreciadas na cozinha como condimento.
Efeitos medicinais:A segurelha apresenta propriedades adstringente, afrodisíaca, analgésica, digestiva e tônica.
Usos:Combina com queijos, patês, feijões, verduras, carnes, guisados, sopas e molhos.
Forma de venda:As folhas são vendidas frescas ou desidratadas

Tomilho
Nome científico: Thymus vulgaris

Outros nomes: Timo

Outros idiomas: Thyme (inglês), thym (francês), tomillo (espanhol), timo maggiore (italiano), ecther thymian (alemão)

Características:Planta semi-arbustiva, com caules rasteiros, folhas pequenas e flores pequenas e rosadas ou brancas. Suas flores e folhas têm função culinária.
Efeitos medicinais:Produz efeitos anti-séptico, broncoespasmódico, digestivo e expectorante.
Usos:De sabor picante, é usado para temperar carnes em geral e embutidos, marinadas, saladas, queijos, molhos, legumes e frutas em compota. Seu chá ajuda a combater dores de garganta.
Forma de venda:É vendido fresco ou desidratado

Urucum
Nome científico: Bixa orellana

Outros nomes: Orucu, urucu, colorau e açafroa

Outros idiomas: Annatto (inglês), noyer d'Amerique (francês), onoto (espanhol), Annatto, Anotto (italiano), orleanstrauch (alemão)

Características:Planta arbustiva, de até 5 metros de altura, com caule ramificado, folhas cordiformes, flores branco-rosadas e frutos espinhosos e marrons. Seus frutos e sementes são aproveitados na cozinha, principalmente como coloríficos.
Efeitos medicinais:Possui propriedades adstringente, afrodisíaca, bactericida e corante.
Usos:Mais conhecido no Brasil como colorau, é usado para dar cor a carnes, arroz, queijos, molhos e sopas.
Forma de venda:É vendido na forma de um pó avermelhado ou em folhas secas


Verbena
Nome científico: Verbena officinalis

Outros nomes: Erva-de-ferro, planta-da-sorte

Outros idiomas: Vervain (inglês), verveine (francês), verbena (espanhol), verbèna (italiano), eisenkraut (alemão)

Características:Planta subarbustiva, que atinge até 80 centímetros de altura, de folhas finas e serrilhadas e flores pequenas azuis ou violetas. As folhas e flores são usadas como aromatizantes.
Efeitos medicinais:São comprovados os efeitos afrodisíaco, calmante, digestivo e diurético.
Usos:Usada principalmente para aromatizar peixes, cafés e chás e preparar o licor Verbena.
Forma de venda:É vendida fresca ou desidratada

Yacon
Nome científico: Polymnia sonchifolia

Outros nomes: Aricoma, jicama

Outros idiomas: Yacón (inglês), yacón (espanhol), yacon (alemão)

Características:Planta herbácea de até 2 metros, de caules cilíndricos e folhas são opostas e delgadas. Suas folhas e raízes são utilizadas na culinária.
Efeitos medicinais:É fonte natural de insulina. Ajuda no tratamento à diabetes e a reduzir o colesterol.
Usos:As folhas são usadas como adoçante e as raízes são adicionadas a saladas.
Forma de venda:Vendida fresca ou na forma de adoçantes

Zimbro
Nome científico: Juniperus communis

Outros nomes: Fruto-de-jenebra, junípero, junipo

Outros idiomas: Juniper tree (inglês), genièvre (francês), enebro (espanhol), ginepro comune (italiano), gewöhnlicher wacholder (alemão)

Características:Espécie de pinheiro, que pode chegar a 5 metros de altura. Possui tronco ereto, folhas pontiagudas, flores verde-amareladas e frutos redondos e escuros, de sabor adocicado e amargo.
Efeitos medicinais:O fruto tem propriedades adstringente, anti-séptica, calmante, digestiva e diurética.
Usos:Serve para temperar carnes, molhos, patês, conservas e para aromatizar o gim e a cerveja sueca. Não deve ser ingerido por gestantes e lactantes por conter componentes tóxicos.
Forma de venda:É vendido em pó ou desidratado