A Coruja de Monte Suntria

Suntria é uma das denominações de Sintra...O Monte da Lua ...a coruja...sou eu!

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Workshop de sabão natural (especial): Uso de plantas medicinais








  • Algés, Rua Damião de Góis, nº 34 - 1º Esq. (perto da Estação dos Autocarros, ao lado do MacDonalds).

  • Este wks é indicado para quem já tem noções de saboaria, conhece o método de saponificação a frio (CP ou Cold process) e pretende fazer uso de plantas medicinais e aromáticas nos seus sabões.
    Vamos abordar temas como:
    - as plantas medicinais mais indicadas vs suas propriedades e indicações;
    -cuidados a ter com as plantas medicinais, na escolha e na sua utilização
    -plantas tóxicas e plantas alergénicas e sensibilizantes
    -métodos de extracção:
    (Infusões, decocções, macerações, sumos, extractos secos, etc)
    -como conservar e usar os extractos
    -como integrar os extractos na fórmula de sabão, percentagens possíveis e influencia no produto final.

    - Potenciar o sabão com óleos essenciais
    -propriedades e indicações de alguns óleos essenciais
    -cuidados a ter com os óleos essenciais, na escolha e na sua utilização
    -óleos essenciais tóxicos, alergénicos e sensibilizantes


    Na parte pratica faremos a demonstração ao vivo da manufactura de sabões usando os conhecimentos adquiridos.

    No próximo dia 9 de Novembro de 2013 em Algés, Rua Damião de Góis, nº 34 - 1º Esq. (perto da Estação dos Autocarros, ao lado do MacDonalds).

    Valor: 50 €

    Informações e inscrições através dos seguintes contactos:

    Tel.: 214115529/916786462/961871637

    suntrialquimias@gmail.com

    Email: geral@beholistic.pt

    www.beholistic.pt
    Cada participante terá direito a certificado de participação, a um manual e aos produtos elaborados durante o workshop.
    Material necessário: caneta/lápis e um caderno para algum apontamento, e um saco para levar os produtos/amostras elaboradas no workshop.

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Workshop/oficina de óleos de massagem

Workshop/oficina de óleos de massagem




Sábado, 26 de Outubro de 2013

das 15 horas às 18 horas


onde:
Senhora da Azenha, Rua dos Afoitos, nº 3, Praia das Maçãs, 2705-295 Colares


Como se prepara um óleo de massagem?
E qual o óleo vegetal base mais adequado?
E que óleos essenciais se podem utilizar?
Estas e outras questões serão respondidas neste workshop/oficina. Com a duração de 4 horas, este é um workshop válido e útil para todas as pessoas que pretendam aprender a fazer os seus próprios óleos de massagem. Sejam terapeutas, massagistas ou outros profissionais que na sua actividade utilizem óleos de massagem, ou caso pretenda usá-los para melhorar o bem-estar dos seus familiares, este workshop/oficina vai-lhe ensinar quais os óleos vegetais mais indicados para usar como base, que óleos essenciais usar e como o fazer com segurança.
Conteúdos:

-Óleos vegetais base/óleos carregadores:
-características e propriedades
-Utilização
-Validade e conservação
-Óleos essenciais
-Breve abordagem à aromaterapia
-Propriedades de alguns óleos essenciais
-Precauções com os óleos essenciais no uso e no manuseamento e armazenamento
-Alguns óleos essenciais tóxicos/sensibilizantes/alérgicos
-Percentagem/proporção de óleos carregadores/ óleos essenciais
-Conservação/validade
-Como fazer uma sinergia
-Cuidados a ter na escolha dos óleos essenciais
-Breve abordagem às plantas medicinais e aromáticas.
-Elaboração de um óleo de massagem com a escolha pessoal dos óleos vegetais e essenciais preferenciais a utilizar.

Dia 26 de Outubro, às 15 horas, na Praia das Maçãs.

Valor: 35 €
Transportes Publicos: Autocarro da Scotturb, nº 441

Pedidos de informações e inscrições para:
suntrialquimias@gmail.com
contacto@irislican.com

Cada participante terá direito a um manual e ao produto elaborado durante o workshop.

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Workshop de Sabão natural de azeite: Banho e corpo. (processo a frio). Público · De Florbela Graça

Workshop de Sabão natural de azeite: Banho e corpo. (processo a frio).



  • Quinta 7 Nomes - Colares - Sintra
  • Actualmente e perante as crescentes certezas dos danos e prejuízos causados pelo excesso de químicos recebidos pelo nosso organismo através da utilização dos variadíssimos sabonetes, géis de banho, champôs e tantos outros produtos cosméticos e de higiene pessoal, produzidos e disponibilizados pela industria químico-farmacêutico, há um retorno às coisas simples, às origens, às raízes.

    Com este workshop pretende-se, sob uma abordagem teórica e pratica, que consiga fazer o seu próprio sabão de banho, com ingredientes naturais, em casa, aproveitando esta que é a gordura vegetal mais comum e acessível no nosso pais, o azeite.
    Abordaremos questões e conceitos como:

    Teoria:
    -Breve história do sabão;
    O Mediterrâneo e o azeite como matéria-prima: Sabão Beldi, Sabão de Aleppo, Sabão de Marselha e Sabão de Castela.
    -Sabão ou sabonete?
    -Sabão natural/sabonete de glicerina/sabonete industrial
    -Sabão ou sabonete?
    -Saponificação: o que é um sabão e como limpa (espuma vs limpeza)
    -A questão do sabão natural e da soda caustica
    -Medidas de segurança;
    -Ingredientes:
    - Gorduras (azeite), soda cáustica, Agua destilada, aditivos e conservantes;
    -Tabela de saponificação: O que é
    -Sobre-engorduramento (SE) ou desconto na soda (DS):
    -Moldes e processo de cura.

    Pratica:
    -Demonstração de como fazer um sabão de azeite segundo o método a frio (cold process) e seguindo a receita do sabão de Castela. Cada participante adicionará ao seu sabão os aditivos que preferir (argilas, óleos essenciais, aveia, etc).
    O participante tem direito à amostra do sabão de Castela, assim como a um pequeno manual com o processo e receita em passo a passo assim como a algumas receitas de alguns produtos para fazer o sabão de Castela após curado.

    Inscrições aqui:
    http://www.quinta7nomes.com/saboaria.html

Workshop/oficina de pomadas e unguentos com plantas medicinais




Algés, Rua Damião de Góis, nº 34 - 1º Esq. (perto da Estação dos Autocarros, ao lado do MacDonalds).


Como se faz um óleo macerado?
... Como se preparam as plantas?
E que plantas e óleos essenciais se podem utilizar?
E qual o óleo vegetal base mais adequado?
... E como se faz uma pomada? …
Como fazer uma tintura?
Quantas vezes tem feito estas perguntas?
Clarificar estas e outras questões será o intuito desde workshop.
Com a duração de 4 horas, este é um workshop válido e útil para todas as pessoas que pretendam resgatar velhas técnicas, aliados à tradição oral e às novas descobertas, aprender a utilizar as plantas medicinais sob a forma de pomadas e unguentos. Sejam terapeutas, massagistas ou outros profissionais que na sua actividade sintam a necessidade da sua utilização, ou caso pretenda usá-los para melhorar o bem-estar dos seus familiares, este workshop/oficina vai-lhe ensinar quais os óleos vegetais mais indicados para usar como base, que quais as plantas e óleos essenciais que podem usar e como o fazer com segurança.
Para além disso, vamos também aprender a fazer uma tintura, para potenciar o produto final e elaboraremos uma pomada ao vivo para perceber todo o processo.
Conteúdos:
-Pomadas vs unguentos: definição e um pouco de historia
-Tipos gorduras base/Óleos vegetais, ceras e manteigas
-características e propriedades
-Utilização
-Validade e conservação
-Plantas aromáticas e medicinais:
-Identificação através do nome científico vs nome popular
-Propriedades e usos de algumas plantas
- Maceração em óleo/azeite:
-A frio e a quente
-Modo de preparação
-Breve abordagem aos óleos essenciais
-Preparação de tinturas
-Preparação da planta
-Tipos de álcool e grau
-Modo de preparação
-Fazer pomadas e unguentos
-Metodologia
-Validade e conservação
-Elaboração de uma tintura.
-Elaboração de uma pomada ao vivo para perceber todo o processo, recorrendo a óleos macerados, tintura e óleos essenciais, específicos para dada condição.
No próximo dia 5 de Outubro de 2013 em Algés, Rua Damião de Góis, nº 34 - 1º Esq. (perto da Estação dos Autocarros, ao lado do MacDonalds).

Valor: 50 €

Informações e inscrições através dos seguintes contactos:

Tel.: 214115529/916786462/961871637

suntrialquimias@gmail.com

Email: geral@beholistic.pt

www.beholistic.pt
Cada participante terá direito a certificado de participação, a um manual e aos produtos elaborados durante o workshop.
Material necessário: caneta/lápis e um caderno para algum apontamento, e um saco para levar os produtos/amostras elaboradas no workshop.

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Workshop / Oficina: Sabão Natural - Processo a Frio

  • em Algés, Rua Damião de Góis, nº 34 - 1º Esq. (perto da Estação dos Autocarros, ao lado do MacDonalds)

  • O sabão natural é feito a partir de óleos e manteigas vegetais e ou animais, aos quais é adicionado uma solução alcalina para que se dê uma reacção química chamada saponificação (ou seja que as gorduras se transformem em sabão).Assim faziam as “nossas avós” o sabão. A partir da segunda metade do século XX, estes conhecimentos começaram a desvanecer-se à medida que os novos detergentes e sabonetes industriais foram tomando conta mercado, aliviando até a mulher de mais uma tarefa, no seu já atarefado dia-a-dia. Actualmente e perante as crescentes certezas dos danos e prejuízos causados pelo excesso de químicos recebidos pelo nosso organismo através da utilização dos variadíssimos sabonetes, géis de banho, champôs e tantos outros produtos cosméticos e de higiene pessoal, produzidos e disponibilizados pela industria químico-farmacêutico, há um retorno às coisas simples, às origens, às raízes.

    É disso que se trata nesta oficina pratica. Explicar e demonstrar como é que se transforma um azeite, a gordura mais comum no nosso país, em sabão e dele retirar todos os proveitos e benefícios.
    os conteudos do wks de sabão natural é o seguinte: -Workshop/Oficina: Sabão Natural - Processo a Frio
    Vamos aprender a fazer o nosso próprio sabão. Aprender quais as gorduras que se podem usar, os seus benefícios, quais aditivos colocar.
    Abordaremos questões e conceitos como:
    -Breve história do sabão;
    -Como as nossas “avós” faziam o sabão para a barrela;
    -Medidas de segurança;
    -Ingredientes:
    -Gorduras (óleos e manteigas) e soda cáustica;
    -Água destilada e outros liquidos
    -Óleos essenciais/óleos de fragrância
    -Aditivos e conservantes;
    -Tabela de saponificação: como usar;
    - O que é o “sobre-engorduramento” / "desconto da soda"
    -Saponificação, moldes e processo de cura.
    -Usar plantas aromáticas e medicinais na manufacturação de sabões
    - Demonstração de como se faz:

    Prática:
    Sabão natural (processo a frio): Uso pessoal (personalizado)
    Algumas receitas simples e praticas
    Cada participante terá direito a um manual e aos produtos elaborados


    4 h/50€ das 14h às 18h


    No proximo dia 7 de Setembro de 2013, em Algés, Rua Damião de Góis, nº 34 - 1º Esq. (perto da Estação dos Autocarros, ao lado do MacDonalds), Horário: Das 14h às 18h.

    Valor: 50 € (inclui manual e amostras de produtos realizados no wks)

    Informações e inscrições através dos seguintes contactos:

    (é necessária confirmação por razões logísticas)

    suntrialquimias@gmail.com (Florbela Graça)

    Tel.: 214115529/916786462/

    961871637

    Email: geral@beholistic.pt

    www.beholistic.pt

    Os participantes têm direito a um manual e a amostras dos produtos elaborados durante o workshop. Em relação a material que precisem levar será: caneta/lapis e um caderno para algum apontamento, e um saco para levar os sabões amostras (que irão acondicionados numas caixinhas), pode se quiser trazer um paninho da 
    louça ou algo similar, para envolver as caixinhas, podem trazer.

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Para suor excessivo nos pés e mau cheiro:

Louro,cravo e camomila
Para suor excessivo nos pés e mau cheiro:
3 folhas de louro, 3 cravos, 1 col de sopa de 

camomila e outra de chá preto. Misture tudo 
em 1 litro de água fervente e faça escalda pés 
à noite por 15 minutos. Secar bem os pés após 
o escalda.

Azeite de cenoura



200 g de cenoura
1l de azeite

Cortar a cenoura em palitos ou lascas e desidratar (ao sol ou no formo)
Colocar num boião e adicionar o litro de azeite. Deixar em meceração
 pelo menos 8 dias. Ou em banho -maria por 2 horas.
Indicações: Calmante da pele, em erupções na pele e queimaduras

Realizar uma infusão

Todos nós sabemos fazer chá. Afinal é só pôr a água a ferver, 
colocar a saqueta ou as ervas e já está. 
Mas será que é mesmo só isto? Aprenda a fazer uma infusão 
extractiva e retire o máximo das propriedades medicinais da 
planta que usar.

De entre os diferentes critérios existentes para realizar uma 
infusão extractiva aconselha-se  a seguinte:

 Meia hora antes de realizar a infusão, adicionar à dose média 
do produto vegetal a extrair,  3 gramas, a metade do volume
 de água fria, com o fim de que se produza uma embebição e  
inchamento das paredes celulares celulosicopectínicas que facilitem 
uma maior extracção posterior por água quente
Uma vez levada a ebulição, a água utilizada para realizar a infusão, 
verte-se sobre o produto  vegetal assim pré-tratado, e tapa-se para 
evitar a volatilização das moléculas aromáticas principalmente, e 
dos princípios sublimáveis como a cafeína. Espera-se até que 
o líquido fique morno, com um tempo mínimo de repouso 
de 15 minutos.
De seguida filtra-se, sendo aconselhável empregar em alguns 
casos filtro de pano ou manga de filtrar café para evitar a 
passagem de pêlos epidérmicos vegetais.
 Ingere-se preferencialmente morno
O costume de estar a aquecer em ebulição durante alguns minutos
 a água fervente, juntamente com o produto vegetal não é
 aconselhável, pois pode-se conseguir uma solubilização de moléculas polimerizadas não desejáveis, que conferem sabor amargo desagradável
 à água extractiva, assim como processos de termolabilização
Se se trata de parte das planta duras, como a raiz ou frutos, 
é preferível realizar uma decocção
 que consiste em misturar o vegetal a extrair juntamente com 
a água fria extractiva, e levar à ebulição em lume brando,
apagando logo que a água comece e ferver.
Assim como com a infusão, aconselha-se a que uma meia
hora antes de começar o processo de aquecimento da decocção, 
realize uma maceração em frio com o fim de facilitar a extracção 
posterior.
Convém também recordar que quanto mais triturado está o vegetal a
extrair, maior é o grau de
extracção pelo que, possivelmente, o mais adequado seria realizar uma
moagem extemporânea do trocisco (medicamento sólido composto 
de substâncias secas reduzidas a pó e reunidas por 
meio de açúcar, goma) vegetal imediatamente antes de realizar 
a infusão para evitar perdas de princípios voláteis, ou então utilizar
 pós vegetais para realizar infusões, empregando sempre um 
filtro de tela, neste caso.

Anti-séptico de ervas

Tenha à mão um anti-séptico de ervas para 
se prevenir contra arranhões, golpes ou abcessos.

Esteja sempre atento a possíveis arranhões ou golpes, vigie-os
 e se ficarem vermelhos, sensíveis, dolorosos ou se começarem a 
supurar líquido, significa que o ferimento infeccionou. É extremamente 
importante que o trate o quanto antes e de preferência que actue antes 
de haver infecção.
 Este anti-séptico natural ajuda à prevenção e ao tratamento de 
infecções em bolhas rebentadas. Para prepará-lo precisa de:
  • Uma porção de tomilho fresco
  • Uma de eucalipto ou alecrim
  • Uma de hortelã (pode ser hortelã-silvestre)
  • Uma outra de bétula-doce ou gaultéria
     Todas estas plantas têm propriedades anti-sépticas potentes. 
    Coloque-as num jarro de vidro e cubra-as com vodka, em maceração.
    Passados uns dias coe e coloque o macerado num frasquinho,
     de modo a tê-lo sempre à mão, no estojo de primeiros socorros.
    Assim, já pode embrenhar-se nas maravilhas da natureza e tratar 
    as suas possíveis arranhadelas naturalmente!

Xarope de agrião com mel (para tosse)



Colocar, em prato fundo, camadas alternadas de folhas de agrião e açúcar 
mascavado (suficiente para cobrir o agrião). Fazer isto até encher o prato.
 Colocá-lo sobre uma panela com água e cobri-lo com outro prato. Aquecer 
a panela até ferver a água. Diminuir o fogo até secar as folhas. Coar após
espremer bem. Acrescentar, ao coado, mel em proporções iguais, isto é, 
1 parte de coado: 1 parte de mel.

Loção com mel e pepino


1/3 
chávena de mel
1/2 
chávena de sumo de pepino
1/2 chávena de álcool 40% (p.ex: vodka)
Adicione o sumo de pepinos frescos ao álcool e conserve tampado num lugar frio 

e escuro por 8 dias. Filtre a infusão licorosa e misture com o mel. Lave o rosto e o 
pescoço com água morna e aplique a loção com álcool. Aplique uma vez ao dia, 
de preferência mais ou menos uma hora antes de se deitar

Cera para couro

Produto para conservação de couro

1Kg de cera
750ml de essência de terebintina
250ml de óleo de linhaça
Dissolver a cera na essência de terebintina. Juntar o óleo de

 linhaça, mexer muito bem antes de cada aplicação para qu
 a mistura fique homogénea  O óleo de linhaça pode ser substituído
 por 150 a 200g de vaselina. Essa "graxa" conserva muito bem
 todos os artigos de couro: sapatos, sacos, correias, arreios, 
botas de montar etc.

Pomadas à moda antiga

Pomadas

50 gramas de banha
5 gs de cera
1 punhado de erva ( a escolher conforme o fim a que destina)
20 ml de azeite.

Frite na banha as ervas sem queimar. Coar e acrescentar 

o óleo ou 2 col de sopa de banha e 1 col de sopa de azeite. 
Deixe esfriar.

Nabo com mel (para tosse)



Cortar o nabo em rodelas finas. Colocar as rodelas até metade de um copo e cobrir com mel. Cobrir o copo com um pires por 24h em temperatura ambiente. Tomar 3 colheres por dia.

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Wks sabão natural (especial): Uso de plantas medicinais


Wks sabão natural (especial): Uso de plantas medicinais

  • Algés, Rua Damião de Góis, nº 34 - 1º Esq. (perto da Estação dos Autocarros, ao lado do MacDonalds).
  • Wks sabão natural (especial): Uso de plantas medicinais
    Este wks é indicado para quem já tem noções de saboaria, conhece o método de saponificação a frio (CP ou Cold process) e pretende fazer uso de plantas medicinais e aromáticas nos seus sabões.
    Vamos abordar temas como:
    - as plantas medicinais mais indicadas vs suas propriedades e indicações;
    -cuidados a ter com as plantas medicinais, na escolha e na sua utilização
    -plantas tóxicas e plantas alergénicas e sensibilizantes
    -métodos de extracção:
    (Infusões, decocções, macerações, sumos, extractos secos, etc)
    -como conservar e usar os extractos
    -como integrar os extractos na fórmula de sabão, percentagens possíveis e influencia no produto final.

    - Potenciar o sabão com óleos essenciais
    -propriedades e indicações de alguns óleos essenciais
    -cuidados a ter com os óleos essenciais, na escolha e na sua utilização
    -óleos essenciais tóxicos, alergénicos e sensibilizantes


    Na parte pratica faremos a demonstração ao vivo da manufacturação de sabões usando os conhecimentos adquiridos.

    No próximo dia 28 de Julho de 2013 em Algés, Rua Damião de Góis, nº 34 - 1º Esq. (perto da Estação dos Autocarros, ao lado do MacDonalds).

    Valor: 50 €

    Informações e inscrições através dos seguintes contactos:

    Tel.: 214115529/916786462/961871637

    suntrialquimias@gmail.com

    Email: geral@beholistic.pt

    www.beholistic.pt
    Cada participante terá direito a certificado de participação, a um manual e aos produtos elaborados durante o workshop.
    Material necessário: caneta/lápis e um caderno para algum apontamento, e um saco para levar os produtos/amostras elaboradas no workshop.