A Coruja de Monte Suntria

Suntria é uma das denominações de Sintra...O Monte da Lua ...a coruja...sou eu!

segunda-feira, 28 de maio de 2012

A história da Criação (Maori)


A história da Criação (tradução livre)

No início não havia céu, nem mar, nem terra e nem deuses. Havia apenas escuridão, apenas Te Kore, o Nada. O próprio início foi feito do nada. A partir deste nada, os pais primitivos dos Māori surgiram, Papatuanuku, a mãe Terra, e Ranginui, o pai Céu.
Papatuanuku e Ranginui surgiram juntos, abraçados na escuridão, e tiveram 70 filhos do sexo masculino. Estes descendentes tornaram-se os deuses dos Maori. No entanto, os filhos de Papatuanuku e Ranginui estavam presos no abraço dos pais, na escuridão eterna, e ansiavam por ver alguma luz. Finalmente decidiram que seus pais deviamm ser separados, e tiveram uma reunião para decidir o que devia ser feito.
Consideraram por muito tempo - deviam Rangi e Papa ser mortos? Ou ser forçados a separarem-se?
Finalmente, Tumatauenga, o deus da Guerra, disse: "Vamos matar nossos pais". No entanto, Tane-Mahuta, o deus do homem e das florestas, e tudo o que habita as florestas, achava que Rangi e Papa deviam ser separados. Ranginui devia ir para cima, para o céu, e Papatuanuku devia ir para baixo, para viver na Terra. Todos os filhos, inclusive Tu, o Deus da Guerra, concordaram com Tane.
Tawhiri Matea, o deus dos ventos e das tempestades foi o único filho que não queria que os seus pais se separassem. Temia que seu reino fosse derrubado. Um por um os filhos tentaram separar seus pais. Rongomatane, o Deus e Pai de alimentos cultivados, tentou, sem sucesso. Haumia Tiketike, deus de alimentos não cultivadas também tentou.
Em seguida foi a vez de Tangaroa, o deus do mar, e Tumatauenga, o deus da guerra, mas nem Tangaroa nem Tumatauenga conseguiram separar seus pais.
Por último Tane-Mahuta ergueu-se. Forte como a árvore kauri, colocou seus ombros contra a sua mãe Papatuanuku e os pés contra seu pai Ranginui, e empurrou com força, durante muito tempo, esticando-se e levantando. Rangi e Papa choravam de dor, pedindo a seus filhos "por que querem destruir o nosso amor?"
Depois de um longo tempo Tane finalmente conseguiu separar Rangi e Papa, e pela primeira vez, os filhos viram a luz do dia (ao Marama) entrando fluindo. Assim que isso aconteceu, Tawhiri Matea, o deus dos ventos e tempestades, e que tinha sido contra a separação de seus pais, partiu para o céu para se juntar ao pai.
Os ventos turbulentos e tempestades na Terra são causados por Tawhiri Matea, em vingança pelos actos dos irmãos.
Agora a separação de Papatuanuku e Ranginui estava completa, e havia um céu e uma terra. No entanto, havia apenas um elemento em falta, e Tane decidiu criar uma fêmea. De uma área chamada Kura-waka Tane tomou um pouco de argila, e a modelou numa mulher. Então, soprou e deu-lhe vida, e criou Hine-ahu-one - a Terra formada em Donzela.
Tane e Hine teveram uma linda filha chamada Hinetitama. Quando Hinetitama cresceu, ela teve filhas de Tane. Um dia perguntou Hinetitama Tane quem era seu pai, e ao descobrir que Tane era o pai de seus filhos, ela fugiu com vergonha na noite, para um lugar chamado Rarohenga, o submundo. A partir de então ela tornou-se conhecida como Hine-nui-te-po, a deusa da noite.


Original em:

terça-feira, 8 de maio de 2012

Workshops de cosmética e saboaria natural - Módulo 1: cosmética e bem-estar para mamãs e bebés



 De Florbela Graça e Gabriela Pereira


Domingo, 10 de Junho de 2012          DAs 10.00h às 18.00h

Com Florbela Graça

Este é o primeiro módulo de uma série de outros sobre cosmética e saboaria natural.Tem uma vertente bastante prática e sensorial

Terá lugar no dia 10 de Junho de 2012, em Sintra, no espaço Sintra-se Descoberta Do Ser

Morada: Av. Dr. Miguel Bombarda, 39
(em frente à Estação da CP de Sintra)

Neste atelier vamos falar sobre:

Os óleos vegetais mais comuns em Portugal: suas propriedades.

Outros óleos e manteigas vegetais.

Algumas plantas aromáticas e medicinais mais utilizadas: qualidades e propriedades.

A maceração em óleo: como fazer.
-A preparação da planta.
-Os vários métodos de maceração.

Conservação e durabilidade dos óleos macerados:
- Antioxidantes e conservantes naturais.

Óleos essenciais em produtos para bebes e crianças e grávidas: sim ou não?

Algumas receitas simples e práticas.

Ex.
Pomada de calêndula com azeite macerado de calêndula e cera e água destilada (ou água de cal, ou água de rosas)
Loção de limpeza com azeite de alfazema e água de cal
Óleo e Creme hidratante preventivo de estrias

Informações e inscrições:
gabrielapereira6@hotmail.com
suntrialquimias@gmail.com
96 237 57 24 / 91 259 82 14



Workshop/Oficina: Sabão Natural - Processo a Frio

Sábado, 26 de Maio de 2012

das 10:00h até 18:00h

O sabão natural é feito a partir de óleos e manteigas vegetais e ou animais, aos quais é adicionado uma solução alcalina para que se dê uma reacção química chamada saponificação (ou seja que as gorduras se transformem em sabão). 
Assim faziam as “nossas avós” o sabão. A partir da segunda metade do século XX, estes conhecimentos começaram a desvanecer-se à medida que os novos detergentes e sabonetes industriais foram tomando conta mercado, aliviando até a mulher de mais uma tarefa, no seu já atarefado dia-a-dia. Actualmente e perante as crescentes certezas dos danos e prejuízos causados pelo excesso de químicos recebidos pelo nosso organismo através da utilização dos variadíssimos sabonetes, géis de banho, champôs e tantos outros produtos cosméticos e de higiene pessoal, produzidos e disponibilizados pela industria químico-farmacêutico, há um retorno às coisas simples, às origens, às raízes.
É disso que se trata nesta oficina pratica. Explicar e demonstrar como é que se transforma um azeite, a gordura mais comum no nosso país, em sabão e dele retirar todos os proveitos e benefícios.

Vamos aprender a fazer o nosso próprio sabão. Aprender quais as gorduras que se podem usar, os seus benefícios, quais aditivos colocar.
Abordaremos questões e conceitos como:
-Breve história do sabão;
-Como as nossas “avós” faziam o sabão para a barrela;
-Medidas de segurança;
-Ingredientes:
-Gorduras (óleos e manteigas) e soda cáustica;
-Água destilada e outros liquidos
-Óleos essenciais/óleos de fragrância
-Aditivos e conservantes;
-Tabela de saponificação: como usar;
- O que é o “Excesso de soda” e “sobre-engorduramento”
-Saponificação, moldes e processo de cura.
-Usar plantas aromáticas e medicinais na manufacturação de sabões
- Demonstração de como se faz:
Sabão natural (processo a frio:( Lavagens e limpezas.
Sabão natural (processo a frio:( Uso pessoal (personalizado)
Alguns usos para o sabão natural lavagens.
Algumas receitas simples e praticas

No proximo dia 26 de Maio, em Algés, Rua Damião de Góis, nº 34 - 1º Esq. (perto da Estação dos Autocarros, ao lado do MacDonalds), Horário: Das 10h às 18h.
Valor:85€ (inclui manual e amostras de produtos realizados no wks)
Informações e inscrições através dos seguintes contactos:

(é necessária confirmação por razões logísticas)

suntrialquimias@gmail.com (Florbela Graça)

Tel.: 214115529/916786462/961871637

Email: geral@beholistic.pt

www.beholistic.pt

Os participantes têm direito a um manual e a amostras dos produtos elaborados durante o workshop. Em relação a material que precisem levar será: caneta/lapis e um caderno para algum apontamento, e um saco para levar os sabões amostras (que irão acondicionados numas caixinhas), pode se quiser trazer um paninho da louça ou algo similar, para envolver as caixinhas, podem trazer.